RESENHAS –

sanduiche

X-Resenha: Por que eu?

Porque Eu Livro da autora Sinelia capa cortada

 

 

 

 

 

 

 

Editora: Chiado
Ano: 2015
Páginas: 493
Autora: Sinélia Peixoto
NotaICON SANDUIIICHEICON SANDUIIICHE

 

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

 

Beth é uma mulher solteira de 29 anos, que passou 4 anos sem ter nenhum relacionamento, e está pronta para mudar isso no Ano Novo. Portanto, ela decide fazer uma viagem com as amigas e vai para Porto Seguro, onde ela conhece Antônio.
Antônio é lindo, trabalhador, gentil, fofo sedutor , e eles coincidentemente moram em Brasília, por isso marcam um encontro para quando voltarem.
Como o esperado, os encontros são fantásticos, e eles acabam dando início a um namoro maduro.
O relacionamento é perfeito, o sexo é ótimo, ele é super carinhoso e atencioso, ganha bem, sabe cozinhar e é muito mais do que ela poderia imaginar.
Beth é uma mulher forte, independente e sábia, que finalmente achou alguém com quem quer formar uma família.
Muita coisa acontece, Beth sai da empresa em que costumava trabalhar e começa a estudar para concursos; sai de seu apartamento para morar com Antônio e ele a pede em casamento. Tudo bem rápido, mas Beth encontrou o homem perfeito, e nem suas neuroses podem atrapalhá-la de ser feliz.
Acontecem várias coisas que apimentam a trama, mas os personagens superam cada obstáculo em nome do amor.
O que eles não esperavam tão cedo era a chegada de um bebê, que vai abalar o relacionamento. Muito cansaço, estresse e um bebê para criar acabam resultando em muitas discussões, mas Antônio é um pai maravilhoso e está sempre ali, ajudando Beth. O que me fez perder um pouco o ritmo da leitura foi a protagonista. Em muitos momentos, ela é extremamente egoísta e neurótica, além das brigas desnecessárias com o marido.
Mas Antônio, com toda sua paciência e compreensão, nunca desconta nada em Beth e sempre se preocupa com tudo, como o excelente pai e marido que é.
Logo, eles percebem que o amor de ambos é mais forte que as discussões e qualquer problema que apareça. Nada pode prejudicar o incrível relacionamento dos dois. O problema é que isso está prestes a mudar, quando Antônio conta uma coisa que deixa Beth sem chão! 
Minha única ressalva é que achei o livro muito meloso, com uma repetição inoportuna. Mas, ainda assim, a história é bem envolvente, incluindo uma série de eventos e situações desafiadoras.
É uma boa pedida para quem gosta de romance hot, com uma diferença de idade bem interessante, caso que não vejo muito nos livros desse gênero.

 

 

footer

Resenha do livro ‘Por Que Eu?’

Marcadores: AGarota, Livros, Resenhas
Titulo: Por que eu?
Autora: Sinélia Peixoto
Editora:Chiado Editora
Páginas: 493

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Resenha:

 

Quem nunca se perguntou por que eu?

 

Sabe aquele tipo de livro que ti pega do começo ao fim? Pois é, eu amei, me senti como se eu fosse a Beth.

 

Elizabeth é uma mulher independente e está cansada da sua rotina, é muito tédio. Então ela decide fazer planos para o próximo ano, como encontrar um amor, pedir demissão e ir estudar para os concursos. As amigas convidam Beth para Porto Seguro para passar a virada do ano, na beira da praia. Nessa viagem ela encontra um advogado de olhos claros, alto que se chama Antônio e é o homem dos sonhos.

Ele mantêm uma relação durante o tempo que ficam em Porto Seguro e quando retornam a Brasília a relação continua, porém mais forte. Antônio quer algo sério mas Beth ainda fica encanada com seus pensamentos. Mas como o amor fala mais alto ela se rende ao encanto dele, ele é um homem diferente, ela nunca tinha ficado com alguém tão perfeito, que a ajuda e apoia em todas as questões e que sempre está ali com ela ajudando em tudo.

 

“ A felicidade é uma decisão … se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!”.   

 

Eles se conhecem mais a cada dia que se passa e Antônio aprende a ser uma pessoa cada vez melhor com Beth e até aprende a filosofar como ela sempre faz e Beth aprende a ser mais confiante e mete a cara nos estudos para conseguir seu objetivo que é passar em um concurso e ter o seu tão sonhado emprego. Os dois mantêm a vida sexual ativa, eles se casam e vão morar juntos, ambos com amor, sinceridade, carinho e dedicação e Beth fica grávida e conta como é a essa sensação, as coisas que acontecem com a mulher na gestação, como é a vida de mãe.

 

O livro é repleto de frases marcantes e trechos de músicas. Um livro que faz rir, chorar, enfim se emocionar e tem uns momentos calientes haha.

 

“Gata, a gente constrói nossa alma gêmea. Eu posso ser a sua e você a minha. A gente tem que se dar a chance de ser feliz. Investir na gente sabe? Tempo. ‘Não encontrar o amor é não encontrar a vida”. Nos dê uma chance!”

 

Mas o final do livro é um pouco triste, eu mesma fiquei bastante triste me senti como a personagem do livro, mas apesar de tudo deixa muitas esperanças para o próximo livro! Não vejo a hora de ler o próximo. Ele promete e muito.



Lembrando que tem uma entrevista com a autora aqui no blog, link: Entrevista com a autora do livro Por Que Eu?

 

Capa blog (1)

Resenha Por que Eu? Sinélia Peixoto

Ola o blog Jornal Literatura e Cia, traz a resenha do livro Por que Eu? Da Autora Sinélia Peixoto, espero que todos gostem.

Titulo: Por que Eu?

Autora:Sinélia Peixoto

Editora:Chiado

Ano:2015

Edição:1

ISBN:978-989-51-2837-2

Páginas:493

Capitulos:54

Sinopse 

Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Resenha

Vamos lá de inicio vou destacar o tipo de escrita usada pela autora na sua obra, que show de bola foi muito suave muito tranquilo, a narrativa é em terceira pessoa, e isso foi um ponto positivo para essa maravilhosa obra, em momento algum deixou de ser fluida.A autora Sinélia Peixoto foi bem objetiva durante a historia, sem aquelas enrolações vistas em muitos livros que as vezes, deixam a leitura pouco ou muito cansativa.Ao terminio de cada capitulo a leitora ou leitor não sente vontade de fechar o livro e se atenta ao inicio do próximo.

Sabe aquele tipo de livro que te pega de surpresa do inicio ao fim?Pois é foi esse maravilhoso ‘Por que Eu?’’ parei olhei pensei me perguntei será que virei personagem de um livro?Por que me vi inteiramente no lugar de Elizabeth.Ela é o tipo de mulher que busca a sua felicidade, instabilidade, família e um grande amor.Um coisa que me chamou atenção foi que ela passou  quatro anos sem namorar, sem sexo,ela então decide que no próximo ano, ela fará tudo diferente sair um pouco da rotina e encontrara um amor e pedira demissão e estudara para concursos entrara em uma academia dizendo ela que esta gorda,mas de tudo isso que ela planeja ela sonha mesmo com um grande amor.

‘’Isso me fez realmente lembrar de mim, tudo que ela deseja fazer é o que planejo todos os anos na virada, e nunca que consigo por em pratica, é Beth você será minha inspiração, ela é uma heroína, pois batalha por aquilo que tanto almeja planeja.’’

Uma data mais que amo é dia 31 de Dezembro por ser uma data de renovações de esperanças dias melhores apesar de que essa data eu quero riscar da minha cabeça, mais para Beth foi o melhor dia do ano, pois exatamente nessa data ela encontrou o grande amor da vida dela essa mulher é sortuda nossa,mais para ela por esta bêbada acredita que foi só um casinho só para mostrar para as meninas que ela não estará só naquele dia’’Que casinho hein Beth, uii sortuda’’isso foi na virada de 2012 para 2013 em Porto Seguro ui olha na Bahia, e ainda por sinal um advogado forte alto de olhos claros, o homem dos sonhos.

E como se não bastasse ele é do mesmo Estada que Beth moram um pouco distante de um do outro mais não impediu de reencontrarem no Estado de origem como aquele velho ditado:

‘’Deus escreve certo por linhas tortas’’

Quando eles se encontram em Brasília aquela chama que tinha em  Porto Seguro voltou com força, mais Beth ainda luta contra suas inseguranças, seus medos, angustias,inquietação,até mesmo contra suas analises, com isso ela não percebe que esta amando esse ser lindo o Antonio,ela tenta esconder tudo o que esta acontecendo com essas analises que ela faz ali na hora, mas como sempre o Amor fala mais alto e ela cede a todo encanto desse gato,eles acabam assumindo um compromisso por ser um homem diferente do que ela já namorou ele é perfeito ajuda apoia em todas questões não julga esta sempre ali apoiando ajudando nas escolhas.

‘’A felicidade é uma decisão, se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa,o resto vem fácil. Ame- o e só!’’
Como o amor é lindo entre eles dois muito verdadeiro e forte,com menos de um ano eles se casam com passar dos meses surge o primeiro filho, mesmo feliz com essa gravidez o orçamento aperta mas mesmo assim estão muito felizes Beth não deixara seus estudos de lados e Antonio não abandonara esse é o chamado o casamento ‘’Perfeito’’ a chama super acesa desde a primeira vez que se conheceram depois de um ano de nascimento de Cecília Beth engravida novamente e mais uma vez aquelas duvidas as analises pairam no seu pensamento ‘’E agora como vou passar no concurso o que o Antonio vai achar?’’Como ela sonha em ajudar o marido pois as despesas da casa ficou em cima do Antonio.

Minha opinião:Esse livro tem uma historia fascinante e que com certeza ira me ajudar muito e vai me motivar a seguir meu caminho.O livro me fez chorar pois muitas coisas bateram fundo dentro do meu coração.Sou deficiente física nunca namorei a não ser virtual, e muitas coisas que Beth faz eu faço mas nunca pus em prática.Esse livro é uma lição de amor e vida onde muitos casais ou não casais podem tirar um proveito e aprender com Antonio.

Mostra também que existe amores cheias de neoroses com seu corpo, uma mulher que tem medo de varia coisas e que analise mais ate que as analises dela ajuda bastante rsrs.Foi muito bom me sentir super parecida em algumas questões, eu praticamente com Antonio no lugar de Beth na ficção me sentir realizada e isso é bom demais a realidade não é nada disso.Tem livros que eu leio e não me faz me sentir bem feliz.Sinélia Peixoto sua obra é maravilhosa uma ficção que nos prende e nos surpreende a cada titulo.Folhas amarelas fontes tamanhos razoáveis não tive problemas para ler, autora linda seu livro é lindo e faço questão de dizer…

EU HIPER RECOMENDOOOOOOO!!!!

Postado por Beta Souza às domingo, janeiro 31, 2016

 

 

[Resenha] Por Que Eu?

Autora : Sinélia Peixoto (Saiba mais sobre o livro e sua autora em nossa página de Parceiros
 
Editora : Chiado
 
Numero de páginas : 493
 
Ano de publicação : 2015
“Tenho duas opções: Dominar minha mente, controlar meus pensamentos ou ser dominado por ela. É isso que diziam os antigos. Não posso me deixar levar pelos meus medos, neuroses e inseguranças.”
É com esse pensamento que começo minha resenha de “Por Que Eu?”. Nessa estória somos apresentados a Elizabeth, ou apenas Beth, uma mulher de 28 anos, leitora voraz, uma recepcionista que reside em Brasília, muito insegura de si e vive se analisando. Em uma viajem de Ano Novo para uma praia em Porto Seguro, acaba conhecendo Antônio, um advogado muito bonito, alto, moreno, olhos verdes que também mora em Brasília. Eles se conhecem em uma festa, ambos um tanto bêbados. No dia seguindo eles acabam se conhecendo melhor e trocando os números de telefones deles. Antônio volta para Brasília primeiro, quando Beth volta eles acabam se reencontrando, e a cada encontro as coisas entre esses dois vai ficando mais quente e seria.

“É uma droga ser romântica e gostar tanto de ler. Uma merda! Os heróis literários são sempre melhores de que a realidade. Fico comparando a vida real à literária e sempre chega à mesma conclusão: a vida real é uma droga, nada aqui é tão empolgante e excitante quanto os livros.
Antônio aos poucos vai mostrando que é um homem descente, confiável e fiel, Beth luta para não se entregar totalmente a ele, por puro medo e neuroses, mas Antônio não desiste e acaba convencendo Beth que ele, é sim, bem parecidos com os heróis literários dos livros que ela tanto ler. Antônio ajuda nossa incrível protagonista a se amar do jeito que é, sem precisar analisar tanto as pessoas ou que vai fazer. Logo que tudo entre esse casal maravilhoso começa a dar realmente certo, Antônio faz uma proposta de casamento a Beth, é aí que a nossa romântica mais neurótica começar a realmente dá o braço a torcer.

“Ele fica ali rindo pra mim e me olhando paralisado. Será que eu o amo? Será que ele me ama? Ahhh, sim! Aquilo é olhar de amor. Só pode ser. Não sei se estou rindo pra ele, o nervosismo é tanto, mas acho que sim, porque não consigo parar de olhá-lo, ele é encantador. Lindo demais!”
Nas demais páginas descobrimos como esse relacionamento se desenrola e temos surpresa em cima de surpresa. Narrativa incrível, a forma que foi se desenrolando a história foi bem conquistadora, não te fazendo ler apenas para acabar, e sim, porquê é uma leitura gostosa que não te deixa largar o livro.
Beth representa não apenas uma, mas milhões de mulheres pelo mundo. Mulheres inseguras, que não acreditam mais em si próprias, com neuroses sem motivos algum, medo de não encontrar alguém que as ame na mesma intensidade que eles querem amar, medo de ficar sozinho, medo de não ser boa o suficiente para o seu parceiro. Mas isso é uma coisa que pode mudar, e Beth tenta passar isso para essas mulheres. Se você é uma dessas Bath’s levante a cabeça , mostre ao mundo que você é perfeita exatamente do jeito que é. Mostre que você não precisa perder penso, nem ter o melhor emprego de todos, e nem mesmo que você precisa seguir os padrões da sociedade, mostre que é você exatamente como deveria ser.
Antônio é aquele homem que muitas mulheres, nem todas,  acha que não existe mais. Completamente romântico, fiel, comprometido com o relacionamento. Ainda existe homens assim, claro que são “poucos” mas não podemos generalizar por base em tantos homens que nem de longe parece com nosso romântico personagem.
Espero que todas as Beth’s desse mundo encontro seus Antônio’s <3

Por que eu?

12439256_1274933342532109_2496970676592669527_nGosto de me identificar com as histórias (e estórias que leio), mas é uma delícia quando a gente se identifica com os personagens como aconteceu com “Por que eu? ” , primeiro livro de uma trilogia, da escritora brasileira Sinélia Peixoto.

O livro conta a história de um casal que poderia ser qualquer casal em qualquer cidade do mundo. Beth e Antônio são verossímeis, tanto que a gente consegue se aproximar deles, parecem nossos amigos, aqueles especiais que estão sempre conosco, não importa a situação. Eu fiquei com vontade de materializar a Beth muitas vezes e dizer: “Calma, não se cobre muito”.

Antônio é advogado em Brasília, um homem estável, tanto financeira quanto emocionalmente, embora um pouco inseguro. Beth é uma mulher independente, também de Brasília, tem uma vida tranquila e vem de um longo período sem ter alguém em sua vida, alguém que realmente faça diferença. Eles se conhecem ao acaso no réveillon na Bahia e traçam, quase sem querer, uma trajetória de vida, com muito amor. São um casal real, de amor real, dúvidas reais que quase dá vontade de ligar para a Sinélia e pedir o telefone, whatsapp, facebook  deles. Senti vontade de ser amiga da Beth. (risos)

A história de amor de Beth e Antônio é gostosa, embora a insegurança e os questionamentos de Beth, às vezes, sugerir uma personalidade infantil, ou será más experiências advindas de seu passado? Pode ser tudo, menos indiferença. Ela é intensa e verdadeira em tudo o que se dispõe a viver, senti uma ponta de inveja dela. Quantas vezes desistimos de alguma coisa por achar que pode não dar certo? Perdemos a chance de muitos sorrisos (e lágrimas também, por quê, não?), perdemos a chance de crescer, de viver!

Sinélia, conduz a história com muita leveza e introduz questionamentos que toda mulher tem (ou já teve, ou irá ter), ela levanta de forma sutil todas as nossas neuras, mesmo aquelas bem escondidinhas que não admitimos nem para nosso espelho. São nossas cobranças internas de querer manter tudo sob controle, e aquele tripé que todas nós enfrentamos: casa, carreira, amor. Nos cobramos sempre por manter tudo equilibrado e muitas vezes nos esquecemos de nós. Será que conseguimos mantê-lo? A vida é dinâmica e não conseguimos prever tudo, precisamos apenas viver e tentar manejar tudo conforme nos vêm. É difícil? Muito. Mas viver nunca foi fácil. Beth e Antônio sabem disso e aprendem juntos a viver e a viver juntos todas as novas experiências que a vida lhes dá.

Por que eu? é um questionamento intrínseco de todos as pessoas. Fazemo-nos em qualquer circunstância. Por que eu mereço toda esta felicidade? Por que eu mereço tanto sofrimento? A resposta pode não vir nunca ou pode estar claramente aos olhos.

Ler este livro no começo do ano me deu coragem a muitas coisas, principalmente não ter medo de dizer sim para a vida e para os sonhos que acalento. Recomendo a leitura e já adianto: mantenha um lenço a tiracolo.

Ficha técnica:

Onde comprar:

https://www.chiadoeditora.com/livraria/por-que-eu

 

 

epílogo

Título: Por que eu?
Autora: Sinélia Peixoto
Editora: Chiado Editora
Ano: 2015
Páginas: 493
Nota:  ✰✰ 

“Ninguém te faz feliz. Ou você é feliz ou não é. E se não for feliz com o que tem, não será uma pessoa em sua vida que fará isso por você. Tem que ser você mesma. Primeiro você é feliz consigo mesma e com o que você tem, depois o outro entra pra adicionar e melhorar sua vida.”

   Por que eu fui escolhida pra ser parceira da Sinélia? Por que eu ganhei esse livro? Não faço a mínima ideia, mas tenho que parar com minhas neuroses, porque eu li o livro e gostei demais, isso que importa!
Por que eu?, narrado em primeira pessoa, conta a história de Elizabeth, mais conhecida como Beth: uma mulher de 28 anos que está passando o ano novo na praia com suas amigas. Ela quer começar o ano de 2013 mudando sua vida: academia? namorado? novo emprego? Tudo meta para o novo ano! O que ela não imaginava é que numa das festas que foi com as amigas antes do ano novo, ela conheceria um cara gato, mais que perfeito e que ainda por cima mora na cidade dela: Antônio.
   Eles passam a semana toda juntos na praia, e quando ela volta pra Brasília eles acabam marcando um encontro e se conhecendo melhor. E então nasce um relacionamento bem intenso…
   Quando comecei a ler (e principalmente quando li o prefácio) jurava que era um livro de auto-ajuda ou algo sobre o feminismo. Porém, assim que comecei a ler a história em si, vi que não era bem isso. Fui surpreendida totalmente ao ler essa obra. Sinélia tratou de assuntos bem diversos e importantes na vida de todos, e o jeito que conseguiu juntar tudo foi divino – através de uma personagem com a cara da mulher moderna: paga o próprio aluguel e tem o próprio carro, quer mudar sua vida e é independente e determinada. Ao mesmo tempo que ela sabe o que quer, sente-se confusa e atormentada pelas próprias neuroses. O livro todo passamos dentro da mente da Beth, mas só um pedaço é atormentado pelas neuroses porque depois, Beth amadurece e tem coisas mais importantes pra ocupar sua mente.
    Agora sobre o personagem Antônio: ele é perfeito. Lindo, corpo bonito, olhos verdes, advogado, e com o passar das páginas, vemos o quanto ele é amoroso e dedicado. Que homem romântico! Isso tudo é o jeito que a Beth o descreve. Enquanto eu lia eu só pensava que ele era romântico demais, pegajoso demais e que tinha alguma coisa errada aí… E em partes, acertei.
   Todas as neuroses e preocupações de Beth foram totalmente verdadeiras pra mim, cheguei até achar que era um biografia da autora. Peraí, eu também penso muitas coisas assim como a Beth, será que a autora fez esse livro pra me descrever??? Não exatamente. Ela só juntou as preocupações de toda mulher e algumas até de todo homem, e colocou numa personagem fictícia, que pra mim ficou bem real.
   Alguns temas que aparecem no livro e que até cheguei a anotar pra colocar aqui na resenha são: casamento, sexo, amor, confiança, dedicação, ciúme, perdão, inveja, traição, maturidade, gravidez, maternidade, amamentação, filhos, trabalho. Enfim, coisas frequentes em nossas vidas e que são fonte de dúvidas e insegurança. Todos nós temos as nossas neuroses sobre esses assuntos, é normal. E ela desmembrou esses assuntos, mostrando sua opinião que faz muito sentido. Por isso, achei que ficou tudo bem verdadeiro e me identifiquei pra caramba.
   Uma coisa que me agradou muito no livro foi o amadurecimento dos personagens. Eles começaram de um jeito e cresceram tanto que me deixou com vontade de mudar minha própria vida (acho que devo começar uma academia também haha). O que eu não gostei no livro e que fez me dar quatro estrelas ao invés de cinco, é que muitas cenas de sexo foram descritas e que não tinham nenhuma necessidade. Sinélia Peixoto escreve MUITO bem e acredito que saiba usar seu poder de escrita, mas acho que ela avacalhou um pouco com esse tema. Muitas partes do livro foram sucintas mas quase todas as partes de sexo foram destrinchadas, desmanchadas e detalhadas. Eu não vejo problema em ler livros com cenas eróticas, o problema é que eles fazem amor a cada 10 páginas mais ou menos!!! Tipo, é uma coisa exagerada, sabe? Tudo bem, é o amor entre eles, o tesão, o desejo e respeito isso. Dá pra entender isso desde o começo, não vi necessidade de tantos detalhes assim demasiadas vezes. O que cansou a leitura pra mim, não foi nem a quantidade de páginas e sim essa repetição exagerada, que poderia muito bem ser excluída do texto que não iria causar modificação alguma.
    Sobre o final do livro, só digo duas coisas:
  1. Foi uma surpresa que eu não esperava e que me fez chorar muito.
  2. Já quero o segundo livro da Trilogia do Eu porque eu PRECISO saber o que acontece depois. Não é nem questão de curiosidade e sim necessidade.
   Enfim, Sinélia Peixoto ganhou mais uma fã e espero que ganhe muito mais, porque essa obra é linda e merece ser lida por todos vocês. Gostou do livro e quer comprar? Falei onde vende aqui.
   Gostou da resenha? Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós! Beijos, e até a próxima!

flor

Por que Eu?

Essa deve ser a pergunta mais comum do mundo, morda a língua quem nunca se questionou assim.

Por que eu?

As vezes vem acompanhada de raiva ou desespero é incrivelmente rotineira

podendo ate ser envolvida de tédio.

E baseando se nessa ideia de que as vezes achamos que não merecemos as situações onde nos encontrando sejam elas boas ou más.

Que assim como você e eu Beth começa a se perguntar se a vida que vai levando e realmente a que quer, e nessa época onde listas e promessas são feitas que tal um bom livro para te espirar a ser corajosa e entrar esse ano assim como Elizabeth fez dando uma chance a vida.

Beth e Antonio: Se conhecem numa noite de virada
e apesar das enumeras faíscas guardam o fogo mesmo para volta pra casa,
começam a se conhecer e logo fica claro que Antonio e o cara impossível dos nossos sonhos.
Ele faz planos, quer casar e ter filhos, quer cuidar da Beth e sempre amor pra todos os lados
e sexo quente por capitulo o cara e perfeito e serio eu procurei defeito nele,
por que assim como Beth sou neurótica também.
Eles se casam tem filhos e fazem ate os problemas parecerem cola na relação dos dois.
Eles aprenderam juntos sobre como lidar um com outro transformando rotina em tentação.
O que e uma luz para os leitores casados que deixam o casamento cair na rotina quando na verdade tem todas as armas para apimentar o dia a dia. #fikadica

Antonio: Vem de uma vida arrumadinha, tem seu trabalho como advogado,

e seu jeito príncipe quase encantado, acha de cara que encontrou a mulher da sua vida,

por vezes parece um cara bem irreal, ai os trejeitos aparecem

e ate que em fim ele não e perfeito, acredito que não faça por mal,

seu jeito protetor passa a ser meio controlador mas na desordem que anda

a vida da sua companheira esse controle serviu para que ela o usa-se de apoio,

acho ate que tenha se apoiado de mais.

Mas ele e presença constante, causador de duvidas e certezas.

O cara para quem Beth disse sim.

Beth: E uma mulher com seus três quilos a mais, como qualquer uma de nos,
que não se arrisca em um relacionamento há quatro anos, que tem sonhos picantes com um desconhecido, que trabalha num lugar onde não se sente bem
e cheia de neuras e decide como projeto de ano novo mudar de vida.
Largar o emprego estudar para um concurso, apostar no amor de Antonio
e viver sem temer a si mesma.

Beth e suas conversas com ela mesma são o charme do livro.
O fato de como ela se questiona e se resolve e teme suas próprias respostas e se entrega a elas e confortador e como ver um pouco de cada uma de nós e essa maquina
inquisidora que temos na cabeça.
Beth amadureceu muito com o passar do livro com as provas de fogo
que enfrentou e das mudanças que adotou essa nova Beth me ganhou.

Karen e Leka: Amei ter a historia das duas como visões diferentes no enredo do livro.
Tínhamos o romance de Beth e Antonio sendo construído e ao mesmo tempo,
Karen descobrindo a traição do marido aprendendo a viver sem o homem que foi seu companheiro,
e Leka que me fez rir muito, apesar de todo drama envolvido,
de ser deixada grávida pelo namorado cretino, ter virado uma mãe solteira e lidado
tão bem com isso. Nós deu o ponto de vista de três mulheres fortes em diferentes
caminhos e ainda assim se apoiando.
Amei as três.

Porque eu? E o livro para se ler antes da virada.
Não vou mentir o que ele tem de grande tem de útil em alguns aspectos,
principalmente para quem esta cheio de pensamentos conflituosos e decisões para tomar.
E engraçado perceber que existe esse momento na nossa vida que somos Beth
e precisamos fazer mudanças e acreditar que vai dar certo.

Porque eu?: E muito mais que um romance, e uma auto avaliação pessoal,
e uma nova forma de ver o casamento e como passar por ele,
de entender que nem tudo e pra sempre, de que sonhos eróticos são ótimos,
mas a realidade e bem melhor, e uma espiada no universo feminino e na maquina
que nos temos que enfrentar e ao mesmo tempo e comandada e guiada por nos.

E como ver mulheres agindo e lidando com o fato de serem mulheres de enfrentar
o mundo como ele foi imposto a elas e sair vitoriosa em suas próprias batalhas.

Por que eu? Não e meu tipo de livro e por isso agradeço a Sinelia por ter me tirado

da minha zona de conforto e me proporcionado conhecer essa historia e seu trabalho.

Obrigada.

Gostei da escolhas de cores pra capa, todas fortes nos lugares certos, amei a proposta

da imagem de uma mulher nua pronta pra sair, fazendo alusão ao modo

como nos entregamos ao que nos propomos a fazer. Um titulo inquisitivo pra causar mesmo esse primeiro choque. Narração em primeira pessoa, marginação ok, letras grandes com bom espaçamento, enredo longo em alguns pontos podendo ser cansativo e para os adeptos muito erotismo.

Um bom livro, Uma boa escritora que vale muito a pena ser lido.

Assim como eu, você vai se encontrar em algum ponto dele.

Obs: Aproveitando que tem continuação se a Beth não quiser mais o cara dos sonhos
pode mandar pra mim ele sumiu mesmo…

Site: Trilogia do eu.

Escritora: Sinélia Peixoto

Editora: Chiado Editora

Pag.: 493.

Nota: 4/5 

colecionador

Quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[RESENHA] Por que eu ?

Autora : Sinélia Peixoto
Editora : Chiado
Numero de páginas : 493

Ano de publicação : 2015

Olá colecionadores ! Depois de um hiato de mais de um mês , vim tirar as teias de aranha desse blog e apresentá-los uma excelente novidade !!!! Com vocês , a minha primeira parceira , “SINÉLIA PEIXOTO” (Estou mega feliz com essa oportunidade e espero poder contribuir para o sucesso desse livro). Eu só faltei dançar com o carteiro quando recebi esse livro, porque o resto eu fiz (risos) , mas enfim , vamos a resenha…

Beth é uma mulher de 28 anos , independente , que alimenta o mesmo sonho da maioria das mulheres “formar uma família”. Como uma típica leitora voraz , ela está presa no mundo dos livros de romance e espera encontrar o homem ideal que atenda as característica dos personagens dos seus livros.
Beth sofre com o problema de analisar muito as pessoas, desconfia de tudo aquilo que está correndo bem e  rouba a chance de alguém mostrar um lado que ela desconhece. Devido aos seus relacionamentos passados , ela não se abre para o amor , por medo de ser decepcionada e de ter que carregar aquela ferida para o resto da sua vida.
Tudo parece normal , com aspecto de “vidinha mais ou menos” até ela viajar para passar o ano novo com as amigas em Porto Seguro. Mal sabe ela que a oportunidade de  escrever um novo capítulo da sua história pode estar muito perto.
Em meio as festividades de final de ano na praia , ela conhece Antônio , um homem atraente , sério , que está disposto a tudo para ter um relacionamento sério e quem sabe construir uma família.
Como não podia ser diferente , Beth se apaixona por Antônio , mas é tomada por dúvidas que perturbam a sua mente. Em seus sonhos o homem da sua vida viria a cavalo e com buquê de rosas na mão , mas porque ser tão clichê e achar que sua história tem que se repetir aos de contos de fadas ? Afinal o amor gosta de se fazer de difícil e não está quando o procuramos. Ele surge nos tropeços no elevador , na fila do pão ou até numa colisão de carros. Quantas pessoas foram para as baladas cheias de expectativas e voltaram vazias ? O destino escolheu que aquele ano novo seria diferente e que dessa vez o cupido do amor estaria mais certo do que nunca.
Ao voltar para a agitada rotina de Brasília , Beth passa a se encontrar com Antônio até  assumirem aos seus familiares que estão juntos. Inúmeras juras de amor e demonstrações de afeto ainda não são suficientes para ela se entregar por inteiro nesse relacionamento. Beth tem medo de que essa nova fase da sua vida interfira em seus sonhos e projetos e suspeita que pelo andar das coisas , esse namoro transforme-se em casamento.
Antônio cansado de viver curtindo com várias mulheres e não ter ninguém ao seu lado ao acordar de manhã , conquista Beth aos poucos e entende todas as suas manias e dificuldades. Mas será que uma mulher independente como Beth está disposta a abrir mão da sua vida para viver ao lado de alguém que em sua mente pode ser apenas mais um que passa por seu coração e deixa marcas profundas ? Você irá descobrir o desfecho dessa narrativa lendo o livro “Porque eu ?”
O livro é narrado em primeira pessoa , revelando aos leitores alguns pensamentos dos milhares que acometem a cabeça da protagonista. No início pensei que fosse mais um daqueles livros de romance clichê que já saberíamos o final  nas primeiras páginas , mas autora nos surpreende e atiça nossa curiosidade para os próximos livros (Sim. Esse livro terá continuação…).
O título do livro é uma referência aos vários “porquês” que rodeiam Beth. Uma das coisas que mais me encantou nesse livro foram as referências a passagens de outros livros e  músicas preferidas dos personagens. A autora aposta em trechos picantes para apimentar nossa leitura. A narrativa é leve e bem fluida. A maior lição que ela nos traz é a de que o amor nasce em corações imperfeitos e a de que o cupido pode estar escondido nos lugares mais imprevisíveis possíveis , esperando atirar a sua flecha , só bastando nos permitirmos.
Sobre a autora :

 

Sinélia nasceu em Brasília em 06 de Dezembro de 1977, estudou sua vida toda na cidade. É professora e tem dois filhos. Quando adolescente teve poemas publicados na escola onde estudava. Ela gosta de escrever desde sempre. Por que eu ? é o primeiro livro de uma trilogia , escrita em 2013. São livros que nos mostram que conseguimos tudo com amor e dedicação, basta força de vontade e coragem de assumir nossas responsabilidades e lutar sempre por algo melhor.

* Maiores informações : www.trilogiadoeu.com.br  

Espero que tenham gostado de mais uma resenha. E não esqueçam de comentar aqui em baixo , o que acharam. Fiquem com Deus e até o próximo post 🙂

juju

Resenha: Por que eu? de Sinélia Peixoto

Bom dia  galera , tudo bom com vocês?
Hoje eu venho  trazer a resenha de um livro incrível para vocês, Por que eu? da escritora Sinélia Peixoto .
Escritora: Sinélia Peixoto
Páginas: 493
Editora: Chiado

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, um advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.Beth com suas amigas, estão em Porto Seguro para passar o ano novo, logo que chegam  fazem uma aposta para ver quem vai beijar mais e quem perder vai pagar uma noite em um motel para as outras meninas. Vão todas curtir a noite,  Cada uma das meninas já tinham  arrumado um homem , exceto Beth , ela começa a beber para tirar a timidez e conseguir beijar alguém.
 No outro dia Beth não lembra o que aconteceu , mais uma vez sozinha de noite , Antônio chega , percebi que Beth não lembra de nada e fala o que aconteceu.
 Eles ficam a semana inteira conversando até que tem que voltarem para Brasilia , já em Brasilia ele continam conversando e começam um romance .Beth com a ajuda de Antônio coloca os seus planos em praticas , fazer academia, estudar e arrumar outro emprego.
Beth sente uma certa insegurança em relação a Antônio, ela se pergunta o porque dele ter se apaixonado por ela sendo que são tão diferentes um do outro.O livro é bastante envolvente , tem uma magia  que faz você suspirar , rir , chorar… A escrita flui e em nenhum momento achei o livro chato.
 
Tem um momento no livro que Antônio e Beth brigam , eles começam a conversar através de musicas , gente as musicas que Sinélia escolhe é muito top , só tem musica boa , é tão boa que eu sei todas as musicas , coloquei ate no meu celular.
   Outra coisa que eu também gostei muito nesse livro, foi que ele não  é só  baseado na historia como eles se conheceram até o ‘ final felizes’  do casamento , como é  na maioria  dos livros de romance , a escritora foi além , mostrou o que acontece depois do casamento , que com amor e compreensão podemos realmente ter o  nosso ‘felizes para sempre’ , mostra que casamento  não é só alegria, tem as discursão , mostra que casamento não é só sexo , mas também tem que  conversar um  com o outro , um apoiar e ajudar o outro, é companheirismo.
  Antes de amar outra pessoa temos que nos amar primeiro, esse livro é sensacional, acho que todos deveriam ler.
 E esse final gente? Super destruidor , chorei litros de lágrimas até solucei , eu senti a mesma coisa que Beth , não era Juliana ali , eu realmente entrei na estória , sofri com o final.
 Estou tão anciosa para o segundo livro da trilogia, não vejo a hora ler e ver o que vai acontecer.Espero que vocês tenham gostado , tchau e até sexta-feira!
Beijocas.
Trilogia do Eu
Autora: Sinélia Peixoto
Chiado Editora
Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, um advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Beth é nossa protagonista, uma mulher determinada, sincera, inteligente e que busca sua felicidade; sua vida está parada, por isso resolve permitir o novo e vencer seus medos. Ao lado do novo namorado Antônio, ela vai aprender o verdadeiro significado do amor, amizade, confiança, respeito e muitas outras coisas. Juntos eles se tornam pessoas melhores.
O livro nos traz problemas do cotidiano que toda mulher (ou alguma amiga) já viveu. Traição, separação, filhos, sexo, separação, morar sozinha, emprego, estudos e amor, tudo isso numa história só. E sabe o que é melhor? Tudo é passado com tanto realismo que você chega a pensar que tá batendo papo com sua melhor amiga. Haha 🙂
Confesso que não confiei no Antônio logo de cara, ele é o tipo de homem que toda mulher sonha em viver o resto de sua vida, me conquistou a cada atitude sua. Terminei a leitura e ainda acho que ele não existe, como pode tanta perfeição? Não aceitei os rumos que foi sugerido para continuação da história (NÃÃÃÃO!). Ainda estou arrasada!! Sinélia, não faz isso com a Beth, please!
Leitura simples e envolvente. Irá nos mostrar que conseguimos tudo com amor e força de vontade.
Recomendo!

fundo_transparente

Oi meus amores, tudo bem com vocês?

Terminei ontem de ler o livro da minha parceira Sinélia Peixoto, mas só hoje tive tempo para poder escrever a resenha. Gente, gostei demais do livro! Vamos para a resenha?

 

Por que Eu? – Sinélia Peixoto

Páginas: 496
Editora: Chiado Editora
Trilogia do Eu
1º Edição

Bem, a sinopse do livro em si já é quase uma resenha rs, então optei por não colocá – la.

Elizabeth é uma mulher simples, tem 28 anos e mora em Brasília. Já viveu bastante coisa, é trabalhadora, é muito amiga, mas quer mudar a vida dela. Ela ainda não sabe bem como vai ser essa mudança, só sabe que quer mudar. Em uma viagem com as amigas para Porto Seguro no réveillon de 2013, ela acaba conhecendoAntônio e ficando com ele. Ela só não esperava que iria encontrar Antônio outras vezes durante a viagem e que o relacionamento deles dois iria se tornar sério.

Antônio é um moreno lindo, advogado, que também mora em Brasília. É um pouco ciumento e possessivo. Beth não consegue entender porque um cara tão bonito e bem sucedido resolveu escolher ela para amar. Ela, que não é tão bonita como suas outras amigas. Ela, que tem a barriga feia e uns quilinhos a mais. Ela, que não tem um bom emprego e nem boas condições financeiras (está até pensando em largar o emprego, mas não sabe bem o que fazer em relação a isso).

Beth é muito insegura, tem muitas neuras e pensa demais. Demais mesmo gente, vocês não tem noção! Nessa parte eu me identifiquei bastante com ela, porque eu também sou assim. Como o livro é narrado por ela, a gente pode se perder em meio ás suas filosofias de vida e filosofar um pouquinho também rs. Ela também é muito sincera, então sempre fala tudo que sente, enquanto o Antônio é mais fechado, mais na dele.

Mas apesar de disso, ele é extremamente carinhoso. Faz questão de elogiar Beth toda hora, isso chega até a ser irritante, as vezes, para quem está lendo. Outro detalhe que me deixou incomodada foi que eles só se chamam de “Gato” e “Gata” e isso se repete tantas vezes durante o livro que no final você já não aguenta mais. Mas são coisas que dão de relevar e que não atrapalham em nada a história.

Ah, o livro tem muitas cenas de sexo. Os dois tem uma sintonia incrível, e a cada dia vão se conhecendo mais e mais e descobrindo novas formas de satisfazer o parceiro.

A vida dos dois mudou muito rápido! Em um ano, eles namoram, casam, e Beth já engravida do primeiro filho deles. Com o passar das páginas, é perceptível o quanto eles amadurecem e vão melhorando os seus defeitos, contando sempre com a ajuda um do outro, de seus amigos e das suas famílias.

Os momentos de tensão são muito bem escritos, e você sofre junto com a Beth.

O que eu mais gostei no livro, é que a história é tão natural, tão simples, que poderia ser muito bem a minha história ou a sua, ou a de alguém que a gente conhece. Os problemas que acontecem na história são bem reais.
Eu estava sentindo falta de ler uma coisa assim, uma ficção mais real (não sei nem se existe isso de ficção mais real, mas acho que vocês me entenderam, rs).

Eu recomendo demais essa leitura, principalmente para as mulheres. Eu tenho certeza que vocês vão se identificar em algum momento com a Beth, ou com alguma das amigas dela. E se os homens forem ler, tenho certeza que vão entender um pouco mais sobre a mente feminina kk.

O final me deixou super curiosa sobre a continuação. Estou ansiosa pelo lançamento do segundo livro, espero que seja em breve!

CLASSIFICAÇÃO:

QUOTES

“Romance. Acho que é isso que está faltando no mundo.”

“Jovens têm que aproveitar mesmo, curtir pra poder depois assumir as responsabilidades da vida. Se você não curte enquanto pode, sempre vai ficar se perguntando se fez o suficiente, se viveu o que podia.”

“Os heróis literários são sempre melhores do que a realidade.”

“Não podemos nos responsabilizar por tudo e por todos. Temos só que nos responsabilizar por nós mesmos.”

“A gente aprende de novo. Eu aprendi e você também pode.”

“Cada um carrega sua cruz. A gente só ajuda, mas cada um tem a sua.”

“Não tem essa de mudar o outro, não. Cada pessoa só muda quando quer – digo assustada e é verdade. Não acredito que alguém mude o outro. Cada um muda se quiser, independente do outro.”

Entre Marcadores e Páginas

Resenha: Por que Eu?

31.10.2015

  “A vida que você vive é sua declaração, é quem você é,o que você acredita. Suas escolhas o definem, a partir delas você decide o que quer ser, escolha!”

   Sinopse: Elizabeth tem 28 anos e mora em Brasília, ela decide começar o ano de 2013 de maneira diferente. Ela vai para Porto Seguro passar o réveillon com as amigas para encerrar uma fase da sua vida e iniciar outra. Logo no primeiro dia Beth conhece Antônio, um advogado de Brasília. Eles se divertem juntos durante a viagem e combinam de se reencontrar em Brasília onde começam um romance.

 Com o apoio de Antônio, Beth pede demissão de seu emprego e começa a fazer cursinhos para concursos. Comparada a ele, ela se sente um Zé Ninguém. Beth tem a mania de se analisar e quase sempre acaba sabotando seus próprios relacionamentos. Ela luta contra ele, tenta não se entregar mas acaba perdendo essa batalha e se casando com Antônio.

  Mesmo com todos os problemas que vão surgindo, Beth consegue construir uma família feliz com Antônio. Porém a vida não é sempre boa e quando tudo parece perfeito, o destino pode trazer tristes notícias.

 Avaliação: Por que eu? é um livro escrito pela Sinélia Peixoto e publicado pela Chiado Editora. A capa é bem simples mas linda, adorei a combinação de branco, vermelho e preto.

  No início do livro a Beth é uma mulher indecisa, ela não gosta do seu emprego e tem algumas dúvidas do que fazer com o seu futuro. Mas ela decide que o ano de 2013 vai ser diferente e, com a ajuda de Antônio, nós vemos as suas mudanças. Beth é uma mulher independente, corajosa e honesta consigo mesma, ela luta para se entender. Antônio é um homem doce que está aprendendo com a Beth a ser mais compreensivo e menos ciumento.

  Além de falar sobre o amor de Beth e Antônio, esse livro fala sobre outros assuntos como amadurecimento, divórcio, casamento e gravidez. Nele vemos os personagens lutando para superar os novos desafios que a vida coloca no caminho deles.

 Eu adorei cada página do livro, Por que eu? é um livro volumoso mas tão bom que li bem rapidinho. Ele me surpreendeu no final, não imagina que terminaria daquele jeito mas gostei e fiquei com muito vontade de ler o próximo.

Título: Por que Eu?

Autora: Sinélia Peixoto

Páginas: 493

Editora: Chiado Editora

Tags

porqueeu

chiadoeditora

sineliapeixoto

resenha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

primeiroteste2

 

Resenha do livro: Por que Eu? (Autora: Sinélia Peixoto)

Livro: Por que Eu?

AUTORA: SINÉLIA PEIXOTO

Resenha:
Elizabeth tem 28 anos e esta cansada dessa vida que leva, faz anos que não  fica com ninguém, sua vida esta sem graça… Ela passa o final de ano fora de casa e viaja com suas amigas. O propósito dessa viajem é se divertir, beijar vários caras, dançar muito e aproveitar bastante este final de ano.
A Beth já imaginando que não iria ficar com ninguém se surpreende. Ela acaba conhecendo Antônio, um homem lindo, forte e que a deixa encantada, depois de uma conversa o casal esta aos beijos e eles passam a ser bem frequentes… Beth e Antônio ficam todos os dias  juntos e quando voltam para Brasília os dois decidem se encontrar e tentar um relacionamento.
Antônio é advogado e muito ciumento, ele esta apaixonado pela Beth e esta disposto a fazer tudo por ela.
Beth é uma mulher sonhadora, apaixonada por livros que procura o homem da sua vida, que a faça feliz todos os dias. Sempre pensando sozinha ela se pergunta se ele é o homem da sua vida, será que Antônio gosta dela de verdade? Por que ele apareceu na vida dela?
Pela primeira vez a Beth sente o amor de verdade. Eles se tornam um casal louco por amor, um completa o outro.
Mas não existe amor perfeito e alguém tem que aparecer para mudar isso.
Ambos querem ter filhos mas seria este o momento certo? Beth esta estudando muita e ser dependente de alguém é algo que ela nunca quis porém o Antônio convence ela a focar nos estudos para mudar de vida, decidida então a viver ao lado de seu grande amor e estudar, e como nada é perfeito muitas emoções vem por ai. Este casal vai passar por poucas e boas mas apenas o amor verdadeiro é capaz de aguentar todos os problemas que a vida pode causar.
Com um final de apertar o coração é impossível dizer que o próximo livro será maravilhoso e que vida da Beth e do Antônio vai mudar.
P.S.: Um romance sexy, engraçado e com um final emocionante.
O romance entre a Beth e o Antônio é engraçado e bem intenso, ambos se completam e fazem de tudo para que o relacionamento deles de certo, até que decidem juntar as escovas de dente e ai o romance fica muiito amorzinho.
De início não esperava nada hot, porém o conteúdo não é  muito “chocante”, então para quem não curte muito o estilo acredito que não vai se importa, até por que quando eu leio um livro hot  eu busco a história real por trás disso, algo que todo leitor sabe fazer então recomendo a leitura para qualquer leitor (a) que gosta de um bom romance que o faça dar boa risadas e quando terminar ficar querendo logo a continuação.
Livraria Cultura: Clique aqui
700x335xPOR_QUE_EU_RESENHAAAAA-700x335.jpg.pagespeed.ic.gwleuMaBs-

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, um advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio a tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.


Resenha: A obra possui uma capa bonita e apesar da simplicidade das cores remete toda a riqueza do título ao texto. As letras são visualmente boas para leitura, assim, como a cor e gramatura do papel.

O livro inicia-se com um belo prefácio de Cátia Damasceno que induz realmente o leitor a entregar-se a leitura e como ela mesmo diz: PERMITA-SE. E foi assim que eu fiz, me permiti.

Com o fim de 2012 se aproximando, Elizabeth, resolve criar uma lista de prioridades para o ano de 2013, entre elas está arrumar um namorado, pois, se encontra carente. Ela e um grupo de amigas solteiras resolvem passar a virada do ano em Porto Seguro e seguem viagem, rumo ao desconhecido.

No reveillon, em meio a drinks, música alta e muita agitação Beth conhece Antônio, que coincidentemente, também mora em Brasília. Um belo advogado dono de um lindo par de olhos verdes e um corpo escultural e acabam ficando juntos e criam vínculos, apesar, de Elizabeth achar que ele é demais para ela e tentar esquivar-se de apaixonar. De volta para Brasília ela pede demissão do emprego para focar em concursos públicos e Antônio que agora é seu namorado, apoia Beth, incondicionalmente.

“Uma vez ouvi que a alma deseja, precisa e almeja conhecer-se através da experiência, de testes na vida, de quedas, de lutas. Ouvi também que não devemos procurar esquecer o passado: o que passou serve de lição, procuremos mudar o futuro, foco no presente. Pare de usar seu passado para dar desculpas ou manter a ideia de quem você é. Mude, sempre podemos mudar. Acordo com essas falas que diversas pessoas disseram separadamente e que juntei na minha cabeça e vejo que é isso que estou fazendo. Experienciando, mudando meu futuro e parando de me atrelar ao passado. Abrindo minha mente para novas ideias, sugestões e uma nova vida”. (p.75)

Peixoto, no decorrer do texto utiliza de citações de pensadores e de letras de músicas, dando um toque a mais na obra e complementando alguns momentos vividos pelos personagens.

“And I wonder if I ever cross your mind

For me it happens all the time…

I’m all alone and I need you now…” (p. 270)

A escritora Sinélia Peixoto trata de vários assuntos em sua obra, como: relacionamento amoroso, amizade, família, independência financeira, trânsito, gravidez, maternidade, filhos, fidelidade, amor, traição, leitura, livros, aventuras sexuais, casamento, e outros temas vividos no cotidiano das pessoas.

A autora mostra, ainda, que o relacionamento entre Antônio e Elizabeth foi fortalecido devido ao diálogo e sinceridade entre ambos e que a maturidade da relação se deu no tempo certo, enfrentando as pequenas crises com amor e sexo ou sexo com amor.

A obra é recomendada para todos aqueles que gostam de romance com uma pegada mais hot, porém, com conteúdo na construção de todo o texto, sendo que o sexo se torna complemento da história.

Por fim, Sinélia mostrou o cotidiano de Elizabeth e sua família, e até mesmo os seus sonhos eróticos, sonhos esses que creio que deva aparecer novamente no próximo volume da trilogia. Por falar em próximo volume, o que será que nos aguarda? Será que o amor pode superar todas as barreiras? Será que teremos uma solução para o problema que os afligem? Aguardo ansiosamente pelo próximo volume da trilogia e que a história continue tão boa quanto foi o primeiro.

 

 

Resenhas do Skoob – Por Que Eu?

minha estante
Leituranointervalo 05/10/2015

Resenha de Leituranointervalo
Livro: Por que Eu?
Autora: Sinélia Peixoto
Editora : Chiado Editora
Pág.: 493

Este livro nos traz a história de Beth e Antonio. Beth é uma moça batalhadora, mora sozinha em Brasília, e gosta de ser independente. Beirando os trinta anos, não se envolveu emocionalmente sério com ninguém. Não se acha tão bonita, e pra ajudar, é um pouco gordinha. Numa viagem a Porto Seguro, pra passar o reveillon com as amigas, conhece Antônio, um homem boa pinta, carinhoso, atencioso que logo de cara mostrou interesse por ela, e pra ajudar o moço também mora em Brasília, Começa aí uma linda história de amor. Beth e Antônio é o típico casal normal, daqueles que batalham pra tudo dar certo no relacionamento. O enredo é muito lindo, a história é uma graça, com duas pessoas fazendo de tudo pra agradar o outro, principalmente na vida sexual, na qual eles se dedicam muito. Realmente é um livro impressionante, parece que a gente está vivendo a história junto com eles, sofrendo com os dois e torcendo pra tudo dar certo. Eles são o retrato dos casais da vida real, com suas dúvidas, ciúmes, angústias, problemas e seus demônios interiores. Como na vida nem tudo são flores, o casal passará por várias provações. Fiquei com o coração na mão em alguns momentos, mas principalmente no final. Adorei esse livro, Sinélia escreve muito bem. Agora estou esperando ansiosa pelo segundo volume da trilogia. ❤
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
jeeeh.carool 23/08/2015

Resenha Love Book S2
Elisabeth, uma mulher de 28 anos, que decide que 2013 seria uma ano diferente e decide fazer uma lista de metas para o novo ano! Ela resolve resolve passar o Ano Novo em Porto Seguro com suas amigas para começar uma nova fase de sua vida. Lá, Beth conhece Antônio, um homem lindo, advogado que também mora em Brasília.
O seu ano reinicia de um modo diferente e Beth resolve colocar sua lista em pratica, trocando de emprego e começar alguns cursinhos, e inicia um relacionamento com Antônio que á procurou em Brasilia depois que eles retornaram do fim do ano.
Beth sente uma certa insegurança em relação a Antônio, ela se pergunta o porque dele ter se apaixonado por ela sendo que são tão diferentes um do outro.
Os dois tem um relacionamento regado em confiança e amor, que deixa todos suspirando e sonhando por um romance assim.
Como todo relacionamento tem altos e baixos, eles aprendem a concertar a relação.
Com uma escrita simples e envolvente a Sinélia te transporta para dentro do livro, você sente todas as emoções dos personagens.

site: http://iglovebooks2.wix.com/instalovebooks2#!Por-que-eu-Sinélia-Peixoto/cll2/idp97he916
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
Thaís Andrade 15/07/2015

Apaixonante!
Elisabeth, uma mulher de 28 anos, decide que 2013 seria uma ano diferente! Ela sempre foi reservada, segura de sí, coração trancado para qualquer tipo de relação amorosa. Em busca de algo melhor em sua vida resolve passar o Ano Novo em Porto Seguro com suas amigas para encerrar essa fase de sua vida e dar início a outra. Lá, Beth conhece Antônio, um advogado que por coincidência também mora em Brasília, e a partir desse dia, o ano dela inicia-se diferente!
Beth está passando por um fase de redescobrimento, onde pede demissão do emprego, começa alguns cursinhos para concurso, e também inicia um relacionamento com Antônio, que super persistente foi atrás dela pra dar continuidade aquilo que começaram ali, na praia. Antônio, um homem extremamente sexy, estável e independente. O oposto dela, então ela se pergunta o porque desse homem perfeito se apaixonar justamente por ela… Uma Zé Ninguém. Em uma luga interna Beth tenta não entregar seu coração a esse homem, pois ela não teria nada a oferecer ele, muito honesta e com uma grande capacidade de analisar si própria ela percebe que está se sabotando, privando-se de viver essa paixão arrebatadora com o que poderia ser o homem de sua vida, com muita persistência e amor, Antônio consegue roubar o coração dessa mulher e ela resolve deixá-lo entrar. Ele queria mais! Mais de Beth, tê-la sempre por perto, convivendo juntos, na mesma casa, o que ocasiona o casamento desses grandes apaixonados. Com a mania de sempre analisar tudo, Beth tenta colocar empecilhos para isso não dar certo, mas ela sabe que o amor que sentem um por outro, seria capaz de destruir cada barreira existente, que Antônio era o único possuidor da chave de seu coração, e graças a esse amor, a tão sonhada família de Beth começa a ser construída, mãe de duas lindas crianças, fruto de seu amor pelo cara que é o melhor marido do mundo!

“O que você sente lhe diz exatamente o que você está sendo” – Pág. 183

“Amor é paz, é sinceridade, é honestidade, é harmonia, é vida, é liberdade, é amizade e companheirismo.” – Pág. 292

“Ninguém te faz feliz. Ou você é feliz ou não é. E se não for feliz com o que tem, não será uma pessoa em sua vida que fará isso por você. Tem que ser você mesma. Primeiro você é feliz consigo mesma e com o que você tem, depois o outro entra pra adicionar e melhorar sua vida.” – Pág. 331

“E o amor? O amoe é a liberdade” – Pág 420

“Se não deu é porque não é o final ainda.” – Pág. 492

site: http://mundoliterariodathais.blogspot.com.br/2015/07/resenha-por-que-eu-sinelia-peixoto.html
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
Saberes Literários 09/06/2015

Encantador!
Por que Eu- Sinélia Peixoto
Resenha originalmente publicada em saberes-literarios.blogspot.com

Narrado em primeira pessoa, o livro Por que eu? conta a história de Elisabeth, uma mulher forte, batalhadora e independente que aos 28 anos resolve mudar sua vida. Em uma viagem de Ano Novo com as amigas, Beth conhece Antônio, um advogado lindo e bem sucedido. Beth descobre que moram na mesma cidade e acabam ficando juntos durante a viagem mas ela nunca imaginaria que aquilo fosse durar, não imaginava que Antônio tinha se apaixonado por ela naquele lugar e que iria querer mais do que somente uma viagem. Antônio quer apenas amá-la e ajudá-la nas decisões profissionais, e construir uma família com ela. Elisabeth se apaixona, mas tem medo e insegurança, porém, acaba aceitando o pedido de casamento desse homem maravilhoso e decide ser feliz.

“A vida que você vive é sua declaração, é quem você é,o que você acredita. Suas escolhas o definem, a partir delas você decide o que quer ser, escolha!”

Beth é uma mulher normal, com uns quilinhos a mais e Antônio um homem alto, de olhos verdes e lindo! Beth se pergunta “por que eu?”, “por que esse homem me escolheu?”. A personagem precisa enfrentar seus medos, suas neuroses, abandona seu emprego para estudar e depois para se dedicar à sua família.

“Decido que o melhor é respirar fundo e enfrentar o dia. Tomo meu banho e me arrumo para ir trabalhar. Tenho que enfrentar aquele serviço chato onde todos passam, mal falam comigo e quando falam só reclamam. Por que não nasci rica?, me pergunto mais uma vez.”

Por que eu? É o primeiro livro da trilogia do eu, um livro cheio de reflexões sobre a vida, o casamento, trabalho e principalmente o amor. Como a própria personagem diz, ela adora filosofar e o leitor acaba entrando nessa onda de filosofias e reflexões sobre diversos assuntos cotidianos que permite ao leitor também “filosofar” sobre sua própria vida através da identificação com as personagens.

O livro possui uma linguagem muito leve, verdadeira. As cenas são bem construídas. Fica muito fácil perceber as cenas que a autora quer dar ênfase através do detalhamento das cenas. Houve dois momentos de grande tensão no enredo. Um antes do casamento dos protagonistas e outro ao final do livro. Elisabeth é uma personagem que acaba sofrendo por antecipação, justamente por pensar demais, o que faz o leitor sonhar, sofrer e amar junto com ela. Elisabeth é uma personagem tão bem construída que é impossível qualquer mulher não se identificar um pouquinho com ela e sentir inveja dela também!

“Uma vez ouvi que a alma deseja, precisa e almeja conhecer-se através da experiência, de testes na vida, de quedas, de lutas. Ouvi também que não devemos procurar esquecer o passado: o que passou serve de lição, procuremos mudar o futuro, foco no presente.”

Antônio se tornou um homem melhor com Elisabeth e por isso a ama, ele também tem seus momentos de insegurança. E um pequeno deslise dele pode mudar todo “o andar da carruagem”. Mais uma vez Beth precisa se mostrar forte e determinada e decide lutar por seu homem, esse homem que tanto ama.

“Amar é uma decisão e uma escolha minha filha, simples assim. A felicidade é uma decisão. Minha filha, você escolheu amar esse homem, então escolha ser feliz ao lado dele e será.”

Repleto de frases marcantes, citações de músicas. Um livro que me fez rir, chorar, me fez sentir raiva, desespero, amor. Um ótimo livro para quem gosta de leituras leves, românticas, com uma pitada de momentos “calientes”. E o Antônio, ahh o Antônio é de arrancar suspiros de qualquer uma!

“Gata, a gente constrói nossa alma gêmea. Eu posso ser a sua e você a minha. A gente tem que se dar a chance de ser feliz. Investir na gente sabe? Tempo. ‘Não encontrar o amor é não encontrar a vida’. Nos dê uma chance!”

site: http://saberes-literarios.blogspot.com.br/2015/06/resenha-por-que-eu-sinelia-peixoto.html
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
Taty 21/05/2015

Por que Eu? – Trilogia do Eu || Blog Coleções Literárias
Quem nunca fez a pergunta: “POR QUE EU?”

Beth é uma mulher de 28 anos, independente, solteira ha 4 anos, trabalha como recepcionista em uma empresa de construção civil, mas não aguenta mais um dia sequer no trabalho. Então ela decide que em 2013 vai recomeçar do zero e reconstruir sua vida.
Suas amigas Leka, Alana, Carol, Dana e Joana decidem que Beth e elas devem passar o reveillon em Porto Seguro para se divertirem ao máximo.
Pelo que deu para entender já é uma marca desse grupo de amigas fazerem um tipo de desafio nesses tipos de encontros, desafios tipo ficarem com o máximo de caras que conseguirem e a perdedora paga o motel das outras. É claro, Beth sempre perde, pois não consegue beijar um cara antes de conhecê-lo melhor. Mas ela decide que sua vida será diferente em 2013 e que vai se entregar e se divertir.

Em meio a uma festa, e completamente bêbada ela começa a beijar loucamente um cara que nunca viu na vida. No outro dia ela está sentada em um banco admirando as estrelas e esse mesmo homem senta ao seu lado e depois disso eles não se desgrudam mais.
Antônio passa a frequentar a casa da Beth assim como ela começa a frequentar a dele. Ele é advogado e ajuda Beth a organizar sua vida. Ela decide largar o emprego que odeia, e começa fazer cursinhos, mas sua vida financeira vai ficando ruim e ela começa a entrar em crise, em desespero, pois não aceita ser controlada, nem sustentada por Antônio.

O livro vai mostrar bem o universo feminino, e como o livro é narrado em primeira pessoa por Beth tenho certeza que os homens que ler vão ficar loucos rsrs (brincadeira), Beth se questiona muito, se cobra muito e existe um conflito interno muito grande onde ela tenta a buscar resposta para tudo, analisa tudo e ela chega ser neurótica.
No começo de seu namoro com Antônio ela ficava o tempo todo se perguntando se merecia mesmo um homem daquele, todo perfeito, carinhoso, atencioso, bonito etc. E isso chega irritar sabe? Porque ela não se entrega ao relacionamento, fica se perguntando se vai ser sempre perfeito assim, se quando eles casarem ele vai ser mais um marido fantasma que está ali, mas não está. Esse tipo de coisa.

Uma coisa que gostei muito foi do físico da Beth. Estamos acostumados com personagens protagonistas de corpos perfeitos, lindas e sensuais, mas a Beth é bem realista, uma mulher que precisa perdeu 2 ou 3 quilos, que se preocupa com coisas bobas de mulher.
A autora também não ficou focada apenas na história do casal, então também vamos conhecer a Karen que é amiga da Beth, trabalhavam na mesma empresa. Karen tinha um casamento perfeito que a própria Beth invejava (inveja boa) e desejava que um dia seu casamento fosse igual. Mas um dia Karen descobre que seu marido a estava traindo e o leitor aos poucos vai acompanhando essa personagem se adaptar a vida de divorciada, a uma vida sem o companheiro de anos.
Outra personagem é a Leka que namora um cara idiota e ela acaba engravidando dele e tenta dar uma chance ao relacionamento.

O livro inicia com Beth tendo um sonho erótico. O homem do sonho é um desconhecido que aparece duas vezes no livro e depois de uma despedida no ultimo sonho ele diz que vai embora e desaparece da história (Estranho isso).

Achei o Antônio muito, muito, muito meloso, um personagem realmente fictício. Gente, por mais que eu queira não acredito que exista um homem assim, impossível. O dialogo entre o casal é só elogio, um dizendo que ama o outro, você é minha luz, minha vida, tudo de bom, te amo, etc… Mas eles conversam bastante e acho que isso é essencial em um relacionamento. E o livro é bem focado nisso mesmo, aprendi muita coisa e percebi que algumas coisas que acontecem na minha vida pessoal é algo meio que natural e normal na vida de muitas pessoas. Acho que o livro é maravilhoso, para não só a mulher, mas também o homem, pois assim ele também conhecerá mais um couso do que passa na cabeça de uma mulher.

Antônio pede Beth em casamento com pouco tempo de namoro e eles ficam noivos. Acontece algo que poderá mudar a vida de ambos, e se você não quer saber o final dessa história não leia a sinopse do livro. É isso mesmo, a sinopse conta o final.
Eu estava na metade do livro quando decidi ler a sinopse que fica atras e parei na meio da sinopse pois peguei 3 spoilers, aí falei com meu marido e ele para me irritar leu o restante da sinopse em voz alta e adivinha, o final do livro foi revelada, não de uma forma detalhada é claro, mas não teve graça. Fiquei chateada kkkkk Então não leiam a sinopse.

Esperava que eu conseguisse colocar aqui tudo o que senti lendo esse livro, mas infelizmente está sendo dificil. Gostei muito do livro e só dei 4 estrelas, porque achei que o livro poderia ser menor, e existe muita cena de sexo, (Sim, Por que eu? é um livro hot). Sempre que o casal se encontram o final é sexo. Mas tirando isso o livro é realmente muito bom, e quero ler a continuação para saber como vai terminar essa história.

Acho que nunca li um livro com uma personagem como a Beth, ela tem uns pensamentos bem realista, primeiro achei que ela pensava de mais, mas depois fui me acostumando e percebi faço o mesmo kkkk. O livro é cheio de citações de livros, músicas… Adoro isso.

A diagramação é simples, mas ainda assim adorei. As folhas são amareladas com uma textura diferente, o livro tem um cheiro muito bom rsrsrs, o tamanho da fonte é boa, e o texto é bem centralizado com um espaçamento legal nas bordas o que facilita a leitura. A escrita da autora é maravilhosa, gostei muito. Consegui me apegar a todos os personagens, até mesmo aos pais do casal, amei.

Enfim. Recomendo o livro, principalmente para as mulheres, tenho certeza que vocês vão gostar. A Sinélia abordou de uma maneira muito real esse universo, adorei a parte que a Leka descreve como está sendo ser mãe, ela me fez rir muito. Também achei incrível como a Beth amadureceu no decorrer da história, realmente gostei muito dela depois que começou a namorar sério o Antônio.
A história é envolvente, e estou ansiosa para ler o volume dois, acho que vai ser ainda melhor.

Obs: Não importa o quanto eu falar do livro, você só vai entender depois que ler. Pode parecer uma história clichê, mas esse livro vai te fazer refletir muito sobre a vida.

site: http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2015/05/resenha-por-que-eu-sinelia-peixoto.html
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
Letras & Livros 04/05/2015

Um livro surpreendente.
Elizabeth é uma personagem única, acho que nunca li nada como ela. Ao mesmo tempo em que é segura, decidida, independente e dona da situação, ela é toda confusa, cheia de momentos de reflexão, neuras e insegurança. A verdadeira confusão em forma de mulher (risos).

A heroína de hoje é aquela que batalha e não tem medo de ficar sozinha e conquistar tudo com ou sem seu homem…

Mas então, me dei conta de que a personagem é exatamente como toda mulher moderna, ela está diante de um conflito interno, tentando buscar respostas, encontrar o melhor caminho a seguir, tomar decisões. Se questionando sobre tudo, tentando se entender, compreender o que a sociedade espera: Largar o emprego e tentar um concurso? Arrumar um namorado? Devo me casar? É errado querer ser independente? Devo me submeter?

Durante a leitura, fui sugada para dentro da mente e da vida da protagonista, acompanhando ela a cada nova decisão, passo ou escolha. Foi realmente como estar presente, vivenciando cada dia ao seu lado. As conversas com as amigas, a descoberta de como amar, o inicio do namoro e por ai vai… A autora não poupou detalhes, as cenas são descritas com muito rigor e de maneira rica. Por essa razão é muito fácil identificar os cenários e analisar cada tema debatido.

A história não foca apenas nos conflitos dos personagens principais, a autora foi cuidadosa ao dar vida aos personagens secundários e permitir que eles tivessem participação ativa, debatendo cotidianos e problemas que eles enfrentam. Era como ler uma novela, (Bem escrita, não confunda com as novelas da Globo atuais) com muitos personagens e situações diversas, onde nos identificamos e reconhecemos nossos amigos e familiares também.

O livro trás a essência do amor. A descoberta dele, o processo verdadeiro aquele de conhecer a pessoa, a dúvida, a entrega, a conquista, vai relatando os medos, as pequenas brigas, intrigas, problemas que apenas nossas mentes criam e nos escravizam. Faz-nos questionar se existe o momento certo para cada coisa, e descobrimos que nada está sob nosso controle. O futuro pertence a Deus, ao destino ou ao que você acreditar, e independente do quanto você se esforçar, se dedicar ou tentar controlar as situações a sua volta, você não tem esse poder, se tiver que acontecer, apenas irá e você não poderá impedir.

Eu sou um homem apaixonado e apaixonados fazem amor o tempo todo, até com os olhos…
Lendo esse livro eu também me dei conta de que nunca estamos verdadeiramente satisfeitos com nada, se ganhamos algo realmente grande, um amor maravilhoso, reconhecimento no trabalho, ficamos inseguros pensando que não somos dignos ou merecedores, e ao mesmo tempo, se só temos problemas, se o fardo está grande, também estamos questionando e reclamando. Por essa razão, é preciso buscar o equilíbrio, focar no que realmente é importante e no que te faz bem e tentar esquecer o resto, parar de analisar cada pequeno detalhe e apenas aceitar que a vida é feita para ser vivida com intensidade, aproveitando cada segundo como se fosse o último, já que o futuro a Deus pertence.

A verdade é que a vida é uma caixinha de surpresas, é cheia de altos e baixos e infelizmente nem sempre estamos preparados para lidar com isso. Muitas vezes nos questionamos, “Por que Eu?”, mas a verdade é que deveríamos pensar: “Por que NÃO Eu?” (Aproposito esse é o nome do segundo volume da trilogia), a tempo para todas as coisas, tempo para ser feliz, para amar, para aprender, crescer e até para cair.

Confesso, que quando li a sinopse pensei, que poderia ser um livro feminista, talvez autoajuda, com pontos de vistas extremamente firmes sobre como a mulher moderna deve agir, ser. Mas me enganei totalmente. Por que Eu? É um livro sobre a vida real, sobre relações familiares, a importância da amizade, de se cercar por pessoas que realmente te amam, é sobre aprender a se amar, amar ao próximo, valorizar o dom da vida, valorizar o momento e a plenitude da descoberta da beleza por trás de tantas decisões e consequências que temos que conviver ao longo dos nossos dias. É um livro para ser lido com calma, tranquilidade e mente aberta, é preciso absorver as palavras, aprender com cada ensinamento ou citação, é preciso vivenciá-lo, explorar e extrair tudo quanto a autora está disposta a te oferecer. E então apenas desfrutar. Além de ser um romance gostoso e bem explorado, Por que Eu? É um livro de aprendizado. E eu terminei essa leitura me sentindo renovada e mais confiante.

Se eu morrer amanhã, morro feliz, amor. E isso é a prova de que eu estou fazendo a coisa certa…

Sinélia Peixoto ganhou todo meu respeito e admiração, estou completamente ansiosa para ler o próximo livro e descobrir as surpresas que a autora nos reserva, já estou me preparando para continuar sorrindo e chorando, para ter todas as minhas emoções e sentimentos colocados a prova, porque tenho plena convicção de que não devo esperar nada menos dela, do que uma obra completa e linda.

Espero de coração ter conseguido transmitir ao menos um pouquinho do quanto esse livro me tocou e de que, de alguma forma tenha despertado em você a curiosidade para lê-lo.

A felicidade é uma decisão… Se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!

P.S. Eu optei por não focar demais nos personagens e no romance em si, para que ao ler você pudesse descobrir e se apaixonar por esse casal lindo, em poucas palavras para não deixá-las apenas na expectativa eu vou dizer que Elizabeth poderia ser você ou sua melhor amiga, ela é uma mulher comum, de personalidade marcante e batalhadora, tentando conviver com seus próprios medos e inseguranças, sem nunca deixar de ser forte. Já Antônio é lindo, seguro e muito determinado, um homem realista, buscando deixar a vida de solteiro de lado e se concentrar em uma família. Um homem disposto a aprender e a ensinar, mostrando que amor a gente conquista dia após dia com dedicação e boa vontade.

Fica aqui meu apelo, leia e se permita se apaixonar, se envolver por essa personagem tão cheia de vida e com tanto a nos ensinar.

site: http://letraselivros2.blogspot.com.br/2015/05/resenha-por-que-eu-sinelia-peixoto.html
gostei (1) comentários(0)comente

minha estante
Cath´s 03/03/2015

Resenha Por Que Eu?
Por que eu? conta a história de Elizabeth, que tem uma vida pacata e infelizmente normal, visto que se formou e continuou no mesmo trabalho, mas com um cargo de recepcionista (nada contra as recepcionistas, mas não imagino alguém dizendo que esse é seu sonho de vida). Assim, ela resolve que precisa tomar decisões para o próximo ano e realizá-las, mas isso depois da viagem de Ano Novo… E é nessa viagem que ela conhece Antonio, um advogado que já tem a vida bem estruturada.

Como vocês podem imaginar, Antonio acaba gostando dela e assim começa um relacionamento, como todos os outros, cheios de altos e baixos.

A obra vem tentando mostrar a vida de uma mulher moderna, que deseja ser independente mas também ter sua família, e como a mesma lida com a pressão. Elizabeth tem que decidir no livro se deixa seu emprego para tentar um concurso público ou se fica nele, além disso, tem várias decisões na sua vida pessoal a tomar, como abrir espaço para Antonio, ou não, no seu coração.

Eu achei um livro mediano, vou explicar o porquê. Embora tenha uma boa trama que pode retratar o que várias mulheres passam ele se torna enfadonho, ao meu ver, em alguns momentos, exemplificando, (i) Elizabeth gosta de ficar filosofando, qualquer coisinha que acontece vamos para sua mente filosofar um pouco, o que acaba se tornando cansativo, pois paramos todo o tempo para ir as divagações de Beth; (ii) Antonio passa de um homem maduro à um tontinho rapidamente, chega a dar enjoo certas crises sem noção que Beth tem, e como ele corre atrás dela depois; (iii) a autora usa muito frases de livros ou de musicas, dá para notar que adora Paulo Coelho e o livro O Segrego, nada contra, mas faz parecer que todos os personagens gostam das mesmas coisas na vida da Beth; e (iv), que Beth passa de não querer ser dependente a ser totalmente dependente, e aceita isso razoavelmente numa boa já que fica três anos nessa.

Então, teve esses quatro poréns que tornaram a leitura mais cansativa para mim, mas de resto eu apreciei, a forma como demonstra que quer unir uma carreira com a família e quer acertar no seu relacionamento, para não acabar em frustração.

Quanto a capa, eu entendi que tem a ver com a promessa do livro, mas achei ela simples demais, sem muito brilho (e vocês sabem como adoro quando as coisas brilham para mim, se eu digo que algo brilha é um dos melhores elogios que posso fazer).

site: http://www.some-fantastic-books.com/2015/03/resenha-livro-romance-porque-eu-sinelia-peixoto.html
gostei (0) comentários(0)comente

7 encontrados | exibindo 1 a 7

 

 

 

 

 

 

 

Coisas de livros

Resenha: Por que eu?
Título: Por que eu?
Editora: Chiado
Autora: Sinélia Peixoto
Número de páginas: 493
Sinopse: contém spoiller então vou colocar aqui.
Sinopse:
O livro conta a história de Beth, uma mulher de 28 anos que está a quatro anos sem namorar e no mesmo emprego. Ela resolve mudar sua vida no próximo ano, entrar na academia, encontrar um amor e um emprego que faça se sentir realizada.
‘’A heroína de hoje é aquela que batalha e não tem medo de ficar sozinha e conquistar tudo com ou sem seu homem…’’
Na virada de ano, em Porto Seguro ela conhece Antônio, um advogado moreno alto de olhos verdes, eles curtem juntos a viagem e por coincidência são da mesma cidade: Brasília.
Já em Brasília eles continuam se encontrando, Antônio ajuda Beth tomar a decisão de largar o emprego e começar a estudar para concursos, logo eles começam a namorar. Beth tenta não se entregar, luta contra o amor que sente por ele mas o relacionamento dos dois só vai ficando mais sério, em menos de um ano eles se casam e Beth descobre que está gravida. Antônio fica radiante com a notícia já Beth apesar de feliz, fica preocupada afinal ela ainda não passou em nenhum concurso ainda e gostaria de ajudar o marido com as despesas.
Apesar de passarem por momentos tensos eles não brigam muito, Antônio é um marido e pai super presente e está sempre fazendo agrados e ajudando Beth. Cecília, a filha do casal, tem apenas um ano quando Beth descobre que está grávida novamente.
Mesmo com dois bebês, o casamento dos dois não cai na rotina, gestos de carinho a todo momento, o sexo é intenso e o amor só cresce. E como nem tudo são flores, acontece algo que pode separar esse casal para sempre.
“A felicidade é uma decisão… Se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!”
A autora Sinélia Peixoto retrata com realismo neste livro a vida da mulher moderna que trabalha, cuida da casa, do filho, do marido, tem neuroses com o corpo e mantém a pose e um sorriso no rosto. Nada de mocinha perfeita que vive em um conto de fadas onde tudo é lindo.
Opinião crítica:
Eu amei o livro, ele me fez refletir, não apenas com os pensamentos realistas da protagonista Beth mas também com as citações de poemas e trechos de músicas. Como eu disse no instagram, li o livro muito rápido apesar dele ter quase 500 páginas porque ele me prendeu muito, comecei e não consegui parar! Além da capa ser linda, o que conta muito pra mim.
O que eu não gostei (apesar de não atrapalhar em nada a leitura maravilhosa) foi a perfeição do Antônio, ele não tem defeitos? Eu esperava mais brigas do casal, mais tensão.
Sinélia, estou ansiosa para o próximo livro!

db-5

Por que eu?

Hey galerinha!! Como vocês estão?? Espero que bem!
Recebi este livro a algum tempo já, mas acabei atrasando a resenha e quero que me desculpem por isso!!!
Primeiramente gostaria de falar que ESSA CAPA É MUITO CUTE *-*. Pronto.. agora posso começar a resenha.

Sinélia nasceu em Brasília e estudou por lá mesmo. Gosta de escrever desde sempre, tem dois filhos e é divorciada (sabe bem o que as mulheres passam). Guerreira e pronta para lutar pelas suas causas ainda consegue ser uma mulher muito carinhosa e ótima escritora.

Beth é uma mulher já formada, inteligente, solteira e destemida, porém não realizada no quesito amoroso e profissional. Conseguimos perceber ao longo do livro a evolução da personagem, suas novas descobertas e a maneira de resolver seus problemas.
O final realmente choca, bem comovente. Mas o livro em si te leva a rever a vida, dar risada e retirar alguns suspiros. Envolvente e divertido, vale à pena ler!
A capa é muito bonita e o material utilizado no livro são ótimos.
O único ponto falho do livro foi a contra capa (sinopse) que ficou muito comprida e com alguns spoilers. Porém acabou não estragando tanto a estória em si.
Pretendo ler as continuações e se possível continuar como parceira da Sinélia *-*.

Espero que tenham gostado da resenha! Comentem aqui em baixo se já leram ou se pretendem ler, gostarei de ler seus comentários!!

Número de páginas: 493
Nota: ****
Recomendo?: Sim!

– Quer saber mais sobre o livro?? Info:
www.trilogiadoeu.com.br
Insta: @sineliaescritora
*OFF*

 

layouts-para-blogs-14

Resenha do livros “Por Que Eu?” – Sinélia Peixoto
Páginas: 496
Ano & mês: janeiro de 2015
Edição : 1°
Aurora: Sinélia Peixoto
Editora:Chiado
Resenha por que eu?
Oii meus amores.
Finalmente eu terminei de ler esse livro que foi simplesmente magnífico para mim, eu demorei um pouco por que o livro é bem grandinho quase 500 páginas, mas Sinélis a demora valeu a pena, vou tentar fazer um resumo do resumo dessa linda história por que se não a própria resenha dará mais um livro heheh.
Vamos lá…

Elizabeth é uma mulher batalhadora com seus 28 anos, trabalha na recepção de uma grande empresa da área de construção civil em Brasília (onde irá se passar a história) Beth como a apresentadora é uma mulher de fibra guerreira que corre atrás de seus ideais, mora sozinha em seu apartamento onde passa as noites na companhia de um bom livro, filósofa, se perde em seus pensamentos, Beth é uma mulher não só guerreira e independente ela também é sonhadora, e sonha um dia encontrar seu príncipe encantado, no começo quando começamos a conhecer um pouco sobre essa personagem descobrimos que Beth nunca deu sorte no amor, os namorados que teve sempre foram o inverso do homem que ela queria ter ao seu lado, e, ela já faz alguns anos que está sozinha (na seca mesmo,literalmente)…

Beth e suas amigas sempre tem o ritual de viajarem para passar o ano novo juntas onde sempre rola um pequeno desafio,e é no meio deste desafio em uma praia linda na cidade de Porto Seguro que Elizabeth conhece António um carinha (como ela fala sempre no decorrer do livro) lindo olhos verdes alto com um físico maravilho um partidão, e desse encontro nasce um relacionamento onde ambos os lados tem seus medos e fantasmas do passado, Beth de um lado com suas neuras pensado em tudo e quase pirando, quando vê que as coisas fogem ao seu controle, do outro António um jovem advogado que tem seus medos e seu lado obsessivo e controlador alguém que já sofreu muito e tem medo do abandono, quer poder controlar tudo, que assim como Beth tem medo de que tudo fuja ao seu controle, um homem que não aparenta mas é inseguro. E nessa relação com Elizabeth, uma mulher diferente de todas as outras que ele já teve, ele se descobre, consegue enxergar uma vida ao lado dessa mulher, ao lado dela ele conhece o verdadeiro amor, e a relação dos dois é algo tão incrível e lindo, mas nem tudo são flores, logo vem a primeira briga, a insegurança dele a neura dela.
Beth foi uma personagem que me marcou muito, eu me vi muitas vezes nela, nas suas atitudes, seus pensamentos, os sentimentos dela é algo tão realista Eu amei isso que a autora criou entre eles algo que realmente você para e pensa que é algo real mesmo, não é mais uma história de amor cheia de clichê aquela babação de ovo algo enojado, que te dá vontade de vomitar, não, pelo contrário é uma história muito bem estruturada e real, natural, a personagem faz com o que você se auto analise por vários momentos, e repensar sua vida, quais seus objetivos. Com a Beth eu sorri, chorei e vibrei, com ela a cada capítulo, a cada encontro dela e de António (eu quero deixar bem claro aqui, que estou sofrendo de amores por esse homem, queria dizer a autora que ela nos faz se apaixonar por um homem que nem esse e quando guardamos o livro e olhamos a vida real, esse homem não está aqui, ele não existe… Poxa vida, isso é quase depressivo), suas cenas de amor não é algo agressivo é simplesmente lindo, não quero dar muitos detalhes para não soltar Spoliers mais depois da primeira noite deles Beth tem mais um de seus sonhos erótvida (eu sei eu não comentei sobre esses sonhos eróticos dela no início desta resenha, porquê realmente não é algo que tem muito a se falar), mais o que acontece nesse sonho ?!, vocês iram descobrir quando lerem. Hahahah.

Mas o livro é narrado pela protagonista, a Elizabeth no caso, eu achei que a autora conseguiu passar tudo que a Beth sentia, em todos os momentos o amor que sentia pelo António, por sua família, por sua vida, eu consegui sentir o amor dela, o ódio, a raiva, a alegria, os medos, o prazer, o desejo, foi tudo a flor da pele, as suas auto análises, que te faz também repensar em tudo.
Mas como falei mas à cima, nem tudo é amor e paixão a flor da pele nessa história, mas uns capítulos a frente, veremos o passado voltar a assombrar a vida de António e consequentemente a Elizabeth também, é uma ex namorada de António que por muito pouco não põem fim nesse romance e nos planos desse casal fofo, mas como costumo dizer o mal nunca vence, não quando existe um amor verdadeiro e sólido, e quando ambos os lados tem força de vontade e lutam por seus ideais, o fantasma do passado se chama Luiza que segundo descrições de Beth podemos imaginar uma daquelas mulheres lindas e maravilhosas que fazem nós pobres mortais, que nos faz sentir uma pontinha de inveja e de insegurança, e, é o que acontece, em certo momento Beth sente ciúmes, e um pouco de insegurança que logo se vai junto com os medos e duvidas.

Agora irei ressaltar o que mais gostei no livro (fora o António hahahah) a paixão de Beth são os livros e ela fala muitafrases de livros de Paulo Coelho (e quem me conhece, sabe o quanto eu amo esse escritor, ele é tipo o meu autor nacional favorito) e foi ai, já logo nas primeiras páginas que eu me apaixono por esse livro, claro que ao decorrer do livro, tanto Beth quanto António citam trexos de músicas e frases de livros.

Umas das qualidades de Elisabeth, além de gostar muito de Paulo coelho, ela é super amiga, tenta ser aquela amiga que quer ser a mãezona de todos, ela deixa seus problemas de lado para ouvir, e dar colo para suas amigas, ela é tão maravilhosa.
Beth nos mostra um pouco sobre os dramas de suas amigas, em especial de Leka, ela também fala sobre o drama de Karen que vê seu casamento que parecia tão perfeito ser destruído por uma traição da parte marido, ela vai do céu ao inferno em questão de segundos, quando vê com seus próprios olhos o marido com a amante, é algo que acontece com mais frequência do que pensamos hoje em dia, mas ela também, no decorre do livro nós mostra que Karen consegue superar todo esse sofrimento e recomeça sua vida depois de um tempo, se curando e cuidando de si própria. Mas também conhecemos Leka mais profundamente, que se casa com seu ex atual namorado por estar grávida, Beth deixa bem claro porque não gosta dele, e mais pra frente vemos que ela tinha razão, ele não presta, e faz a pobre da Leka sofrer o diabo nas mãos dele.

Mas o romance de Beth e António tem altos e baixos, e eles finalmente vão se casar, mas a uma semana do casório António vê um fantasma de seu passado retornar, para mais uma vez destruir sua vida e o demônio do passado é Luiza, uma mulher muito sexy e atraente, e ex namorada de António, e que destruiu a vida deste homem o fazendo se tornar um ser desconfiado e com tanta insegurança, ela acaba enrolando ele, depois que ele volta de sua despedida de solteiro, ela parte pra cima, ficando semi nua no apto dele e isso quase acabou com o casamento dele.

O casamento, os filhos e a família que eles constroem juntos é tudo, tão lindo, tão perfeito, Beth, não abandona seus estudos e com a ajuda de António vem conseguindo passar nas provas, e agora é só questão de tempo para ela ser chamada, e poder conseguir seu emprego, sua tão sonhada independência finaceira, poder ajudar seu esposo, e quando tudo parece ter entrado nos eixos acontece algo que tira o chão desta família.

No terceiro ano de casado deles como em todos os outros, Beth e António saem para comemorar, eles conversam muito, e António diz a esposa que eles tem que conversar, que é algo muito sério, e as neuras dela voltam, ela pensa que o marido já não a ama mais, que estão passando por uma crise financeira, ela pensa em tudo menos em uma coisinha. Depois de uma noite de amor entre eles na suite mais cara de um motel, ele diz o que tanto estava agonizando Beth, que ele tem um problema e que aquela noite pode ter sido a última noite de amor que ele tem com sua amada esposa, que pode sim ter sido uma despedida como Beth imaginara durante o jantar, e duramente o sexo entre os dois. Esse último capítulo foi o que mais sofri e chorei, porque eu realmente amo de mais esse casal, e António bom, ele não merecia passar por tudo isso, eu acabei com minha caixa de lenços, (eu tive alguém muito próximo a mim que teve o mesmo problema, e gente, é algo triste de mais, dolorido de mais, e cada palavra que se saía da boca de António, era um turbilhão de lembranças e de dor que vinha dentro de mim), esse assunto, desta doença que a autora abordou mexeu muito comigo, porque eu me lembrei de todo o sofrimento, e cada segundo que se está vivo é uma vitória. E espero que pelo menos o António tenha um final feliz, porque a autora foi muito má deixando esse baita gancho para o próximo livro, isso mesmo minha gente o livro acaba sem ao menos a gente saber se António vai ou não sair bem dessa, o livro se finaliza com palavras de Fé em Deus, de esperança e confiança que tudo dará certo.

Eu quero deixar bem claro aqui, que acho muito injusto tudo que ouve com ele nesse final, António é um ótimo ser humano e a história dele e da Beth merece ter um final feliz, eles merecem ficar juntos pra sempre, eles tem uma família linda, e o destino tem que cooperar para que tudo de certo a vida não pode ferrar tudo dessa maneira, eu imploro aqui para que a autora não destrua meus sonhos, e mantenha o António bem, e em segurança, eu estou muito, mas muito anciosa para a continuação. Agora é esperar né, bom isso eu ainda estou sofrendo muito por esse final, dois dias e ainda não me recuperei do baque e espero que a Sinélia não termine de me matar no próximo livro, beijinhos e não esqueçam vai ter sorteio do livro lá na ig @diasdeleitura …

dolls_fashion_girls_it_girl_capricho_templates_photoscape_ilustra_es_cabe_alho_lomo_lomografia_coloridas_tumblr_post_ilustra_o_postagem_eua_styles_thataschultz007

[RESENHA]: POR QUE EU?

Olá pessoal!!!
Enfim terminei esse lindão! Demorei um pouco, porque ele é grande, mas longe de ser uma leitura chata e monótona, pelo contrário, é rápida e gostosa! Lia uma página e já queria terminar o capítulo, e mais um, mais um, mais um… e PUM! Acabou e estou sentindo falta de Beth e Antônio já!

Autor: Sinélia Peixoto
Data de publicação: Janeiro de 2015
Número de páginas: 496
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Romance

SINOPSE: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 deforma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Beth é mais uma mulher normal, que mora sozinha, trabalha e rala muito pra ter uma vida boa, sai para se divertir com as amigas e a família, essas coisas. Mas tem um porém, á 4 anos ela não namora, nem se relaciona com ninguém. Sonha (literalmente) todas as noites com sua alma gêmea, e está condenada a ficar para a ”titia”, como dizem por aí.
Mas o destino de Beth já estava preparado, esperando para ”armar o bote”, e assim, quando ela menos esperava, numa noite de carnaval, ela conhece Antônio, beija-o e a linda estória de amor deles começa.
As coisas na vida de Beth mudam totalmente. Ela larga o emprego que já não lhe agradava mais, começa a estudar em cursinhos para vestibular, casa, se muda para casa de Antônio, tem dois lindos filhos, Cecília e Rafael, e UFA! Quanta coisa, e tudo bem rápido, o que fez a leitura ser simples e agradável.
Elizabeth mostra o perfil de muitas mulheres. Ela é guerreira, forte, dedicada e principalmente ”NEURÓTICA”, hahaha. Beth se perde em seus pensamentos, filosofando e analisando tudo.
Sua vida estava longe de ser um conto de fadas, mas ela encontrou Antônio, seu príncipe encantado, que fez e faz tudo por ela, mas, será que esta estória terá um final feliz?
Algo muito ruim acontecem com o casal que já passou por momentos difíceis antes, e apesar de eu ter terminado o livro chorando de desespero, espero do fundo do meu coração que eles consigam passar por mais essa!
Estou loucamente á espera dos próximos livros!
Parabéns Sinélia, e muito obrigado pelo carinho e pela parceria!
O livro é cheio de citações maravilhosas, tanto de escritores como de músicas. Mas também gostei de frases escritas pela própria escritora, aqui está algumas:
”Cada fase tem que ser vivida. Cada fase completa um parte de nós mesmos. E temos que curtir cada uma.”
”Vou deixar rolar rolar e não me preocupar com o que os outros vão pensar de mim.”
Onde comprar:
https://www.chiadoeditora.com/livraria/por-que-eu
Contato com a escritora:
http://www.trilogiadoeu.com.br

É isso pessoal, um beijo e até a próxima
♥♥♥

 

 

pensareedtrfsd

#Resenha do livro Por que Eu?

autora:Sinélia Peixoto
Editora: chiado editora
Páginas: 943
Sinopse:

Por Que Eu? – Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de
forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.
Tudo começa com um sonho na verdade nem se imagina que e um sonho até beth(Elizabeth) acorda tão intenso e prazeroso, Em um sonho onde ela sempre encontra com sua alma gêmea, um seu amor predestinado pelo o destino mais tudo irá muda.
Já imaginou como e difícil aborda o tema amor, sexo e família pois é mega difícil mas pra a Sinélia não foi pois ela escreveu bem detalhadamente cada cena intensa ate mesmo as cenas de sexo.

Beth e uma mulher que sempre foi vista como a que irá fica pra titia, até por suas amigas que são bem diferente dela cada um com historia diferente.

Porém um uma virada de ano , faz com o que tudo mude em seu vida, quando ela conhece Antônio em uma balada que foi com as amigas ela começa a curtir e beija ele e dai tudo começa.

a vida dela e cheia de alta e baixa tem viagem, tem cenas épicas, tem musicas ,tem brigas tem dicas para leitor, amei os pensamento dela neuróticos até parece comigo…

Um livro cheio de musica e citação: uma das musica que mas amei.
por que coldplay é coldplay.

onde ele canta para a beth pois é um dos papel que o Antônio sempre faz!
e um autor que amo de coração que a Sinélia acertou de cheio foi o nosso Querido Paulo coelho.
e trago uma boa citação: ” Quando temos os grandes tesouros diante de nós nunca percebemos por que os homens não acreditam em tesouros” Paulo Coelho

a vida de Beth e de Antônio se passa rápido eles namoram, se casam e tem dois filhos. também no decorrer da historia iremos desfruta das amigas dela, cada uma com historia diferente contos que acontece em vidas reais. divorcio, descobertas e aventuras de modo diferente.
e no final nossa não acredito que tenho que chega ao final, pois descobrimos no livro a diferença de sexo e amor eles me ensinaram isso o Antônio e Beth fez eu vive novamente e agora quando eu acreditei que existia alma gêmea pensei que era o Antônio ( ou ainda é?) Pois vemos que antes de Antônio a Beth tinha uma alma gêmea que ninguém saber se era um sonho ou o destino para o próximo livro que ele a deixou livre para seguir seu novo romance com o lindo Advogado. Que amou ela mais do que tudo na vida e que na ultima noite de sexo ela que fica no controle com umas das cenas picantes tipo ” Oh, gata, faz amor comigo. Eu preciso tanto de você. E já coloca sua boca na minha, me agarrando com força e puxando minha calcinha com a mão, afastando-a de lado abrindo o seu zíper e ali ele me penetra com força, com desejo, com desespero, com saudades.”

Porém seu destino vai tomar um novo caminho, um caminho que o leitor poderá descobrir no próximo livro como ficara o amor deles a vida e a historia de alma Gêmeas…
lembre queridos Geek’s
“O segredo da vida não é ter tudo que deseja mas desejar tudo que se tem.”

Até a próxima obrigando pela confiança querida Sinélia.

 

 

 

 

 

 

 

10a2108de4b4708a937baae0d72e595c

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Se eu tivesse de definir a protagonista de nossa história em uma palavra, eu diria: “real”. Pois é bem isso que Elizabeth, uma mulher de 28 anos, de Brasília, é.
Estamos acostumados com protagonistas perfeitinhas, com personalidade bem definida. Características que não existem, afinal, ninguém é o tempo todo seguro, o tempo todo decidido e satisfeito. Somos feitos de momentos e tais momentos nos levam a formar nossa personalidade pautada em falhas, acertos, virtudes, defeitos e tudo o que é comum em seres humanos e que, muitas vezes, são esquecidos quando tratando-se de protagonistas. Mas esse, definitivamente, não é o caso de “Por que eu?”. Primeiro livro de uma trilogia da autora Sinélia Peixoto, ele conta a história de uma mulher decidida, independente e segura… Ou não! Pois é, Elizabeth, como qualquer mulher no auge de seus 28 anos, enfrenta dúvidas, questionamentos, anseios e muitas, muitas reflexões acerca de sua vida e destinos.

A autora conseguiu me levar pro corpo da personagem totalmente. Me identifiquei muito, me envolvi e, sobretudo, me encantei com tudo relatado.

A narrativa é envolvente todo o tempo e rica em detalhes, o que facilita tanto a identificação, como a criação de todo o cenário apresentado.

Terminei a leitura amiga íntima da protagonista!
Outro ponto forte da obra de Sinélia, é o fato de cada personagem secundário ser extremamente bem construído. Cada um ocupa um lugar muito marcante na história, não servindo de meros apoios, mas fundamentais em todo o decorrer da trama. Nós nos envolvemos com cada um, com o mesmo carinho que acontece com o casal principal.

Em “Por que eu?”, Elizabeth decide iniciar o ano de 2013 de forma diferente do habitual. Determinada a reconstruir sua vida, ela une-se a um grupo de amigos e parte rumo a Porto Seguro para passar o reveillón, onde a regra é: se divertir ao máximo!

Em meio à toda diversão, Beth beija um desconhecido e, a partir dali, os dois tornam-se inseparáveis.

Antônio é um homem alto, forte, advogado, praticamente perfeito e daqueles bem difíceis de deixar escapar!

O personagem traz características que criam um equilíbrio com Beth, já que ele vem com uma personalidade muito mais segura e prática do que nossa protagonista.
Os dois criam um laço forte mas, Beth precisa voltar pra realidade de Brasília. E é aí que o destino da aquela mãozinha e tudo se encaixa. Elizabeth encontra Antônio em Brasília e, então, não há mais distância geográfica para impedir que esse romance aconteça.
Nós passamos a vivenciar cada passo desse romance realista e que nos leva a diversas reflexões.

Um livro que me encheu de questionamentos a respeito do amor, amizade, laços familiares e, ainda, o papel que a mulher moderna vem ocupando no cotidiano.
Me surpreendeu a narrativa, a trama e capacidade que a autora teve em me levar para dentro da história com essa história divertida, emocionante, reflexiva e extremamente deliciosa!

O final me deixou com um nó na garganta e uma vontade imensa de ter logo a sequencia em minhas mãos!
Sinélia Peixoto me ganhou e, mais uma vez a Editora Chiado me contemplou com uma excelente obra!

 

IMG_20150604_162641

 

Por que Eu- Sinélia Peixoto

Narrado em primeira pessoa, o livro Por que eu? conta a história de Elisabeth, uma mulher forte, batalhadora e independente que aos 28 anos resolve mudar sua vida. Em uma viagem de Ano Novo com as amigas, Beth conhece Antônio, um advogado lindo e bem sucedido. Beth descobre que moram na mesma cidade e acabam ficando juntos durante a viagem mas ela nunca imaginaria que aquilo fosse durar, não imaginava que Antônio tinha se apaixonado por ela naquele lugar e que iria querer mais do que somente uma viagem. Antônio quer apenas amá-la e ajudá-la nas decisões profissionais, e construir uma família com ela. Elisabeth se apaixona, mas tem medo e insegurança, porém, acaba aceitando o pedido de casamento desse homem maravilhoso e decide ser feliz.

“A vida que você vive é sua declaração, é quem você é,o que você acredita. Suas escolhas o definem, a partir delas você decide o que quer ser, escolha!”

Beth é uma mulher normal, com uns quilinhos a mais e Antônio um homem alto, de olhos verdes e lindo! Beth se pergunta “por que eu?”, “por que esse homem me escolheu?”. A personagem precisa enfrentar seus medos, suas neuroses, abandona seu emprego para estudar e depois para se dedicar à sua família.

“Decido que o melhor é respirar fundo e enfrentar o dia. Tomo meu banho e me arrumo para ir trabalhar. Tenho que enfrentar aquele serviço chato onde todos passam, mal falam comigo e quando falam só reclamam. Por que não nasci rica?, me pergunto mais uma vez.”

Por que eu? É o primeiro livro da trilogia do eu, um livro cheio de reflexões sobre a vida, o casamento, trabalho e principalmente o amor. Como a própria personagem diz, ela adora filosofar e o leitor acaba entrando nessa onda de filosofias e reflexões sobre diversos assuntos cotidianos que permite ao leitor também “filosofar” sobre sua própria vida através da identificação com as personagens.

O livro possui uma linguagem muito leve, verdadeira. As cenas são bem construídas. Fica muito fácil perceber as cenas que a autora quer dar ênfase através do detalhamento das cenas. Houve dois momentos de grande tensão no enredo. Um antes do casamento dos protagonistas e outro ao final do livro. Elisabeth é uma personagem que acaba sofrendo por antecipação, justamente por pensar demais, o que faz o leitor sonhar, sofrer e amar junto com ela. Elisabeth é uma personagem tão bem construída que é impossível qualquer mulher não se identificar um pouquinho com ela e sentir inveja dela também!

“Uma vez ouvi que a alma deseja, precisa e almeja conhecer-se através da experiência, de testes na vida, de quedas, de lutas. Ouvi também que não devemos procurar esquecer o passado: o que passou serve de lição, procuremos mudar o futuro, foco no presente.”

Antônio se tornou um homem melhor com Elisabeth e por isso a ama, ele também tem seus momentos de insegurança. E um pequeno deslise dele pode mudar todo “o andar da carruagem”. Mais uma vez Beth precisa se mostrar forte e determinada e decide lutar por seu homem, esse homem que tanto ama.

“Amar é uma decisão e uma escolha minha filha, simples assim. A felicidade é uma decisão. Minha filha, você escolheu amar esse homem, então escolha ser feliz ao lado dele e será.”

Repleto de frases marcantes, citações de músicas. Um livro que me fez rir, chorar, me fez sentir raiva, desespero, amor. Um ótimo livro para quem gosta de leituras leves, românticas, com uma pitada de momentos calientes. E o Antônio, ahh o Antônio é de arrancar suspiros de qualquer uma!

“Gata, a gente constrói nossa alma gêmea. Eu posso ser a sua e você a minha. A gente tem que se dar a chance de ser feliz. Investir na gente sabe? Tempo. ‘Não encontrar o amor é não encontrar a vida’. Nos dê uma chance!”

Por que eu? – Sinélia Peixoto
Ano: 2015 / Páginas: 493
Editora: Chiado

Onde comprar?

Livraria da Travessa

 

 

adoroumlivroheader

[Resenha] Por Que Eu? – Sinélia Peixoto
GRAZI MONTEIRO RESENHAS

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, um advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Sabe aquele tipo de leitura que te prende do início ao fim? Por Que Eu? foi exatamente assim. Desde a primeira página, me vi exatamente na pele de Elizabeth. Uma mulher que busca sua felicidade, busca estabilidade e uma família, um amor pra chamar de seu, em todos os sentidos.

Há quatro anos sem namorar, sem sexo e no mesmo emprego. Beth, decide que no próximo ano, ela mudará completamente sua vida pacata. Encontrará um amor, pedirá demissão e estudará para concurso, entrará em uma academia, mas o que ela mais almeja realmente é um grande amor.

“A heroína de hoje é aquela que batalha e não tem medo de ficar sozinha e conquistar tudo com ou sem seu homem…”

Existe melhor dia e hora para esse desejo ser realizado do que na virada do ano, na praia, olhando para o céu? Então, Beth encontra seu amor (que ela acha que será apenas uma noite) na virada de 2012 para 2013 em Porto Seguro. Antônio, um advogado, alto, olhos claros, forte. Um homem perfeito né? E ele é perfeito! E como se não bastasse ser tudo isso e gostar de Beth desde a primeira vez que a viu, ele ainda mora em Brasília, mesmo local que Beth mora. Muito bom né? Destino mesmo!

Quando eles se reencontram em Brasília, aquela chama que tinha se acendido em Porto Seguro, continua acesa, mas Beth ainda luta contra. Medo, insegurança? Talvez. Mesmo já amando tudo em Antônio, ela se finge de desentendida e faz charme para que ele não note tudo que está acontecendo. Mas como o amor sempre acaba falando mais alto, ela cede a todo encanto de Antônio e eles acabam namorando e por ser o homem perfeito, ele a apoia em todas as decisões, inclusive a ajuda na escolha de trocar um emprego estável por estudar para concursos.

“A felicidade é uma decisão… Se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!”

Como o amor dos dois é verdadeiro e muito forte, em menos de um ano os dois já estão casados e logo surge o primeiro filho. Mesmo feliz com a gravidez, Beth não deixa de pensar no tempo que irá perder com os estudos. Casamento perfeito, chama super acesa desde a primeira vez que se viram. Filha com um ano, eis que Beth fica grávida de novo e mais uma vez a dúvida paira na cabeça dela, agora que ela poderia passar em uma prova, ajudar o marido, ela fica grávida de novo?

Mesmo com dois filhos o sexo entre os dois é intenso, eles sempre dão um jeito de nunca caírem na monotonia, são brinquedinhos, palavras e gestos que ajudam muito no relacionamento dos dois e isso não deixa de ser uma aula, um incentivo para todas as mulheres casadas, que acham que não podem mais “brincar” com os maridos só por que já tem filhos e isso pode “atrapalhar”.

A história da Beth me ajudou bastante, talvez você não saiba, mas eu tenho um filho, sou casada e lendo esse livro, pude ver o quanto somos parecidas e o quanto eu poderia mudar para meu casamento ser melhor. Nada como um livro que nos traga uma mulher real, cheia das suas neuroses com seu corpo, uma mulher que tem medo de várias coisas. Você se identifica em vários pontos com ela e isso é o que faz o livro ser muito bom. Diferente dos livros onde a mocinha é perfeita, não tem problemas e é tudo lindo. No livro Por Que Eu? Sinélia nos mostra a realidade, como realmente as coisas acontecem e isso me fascinou.

Amei o livro do início ao fim. E que fim… Aff! Sinélia, necessito da sequência urgentemente. Terminei a leitura com lágrimas nos olhos e super ansiosa para saber o que irá acontecer.
Título Por Que Eu?// Autora Sinélia Peixoto// Editora Chiado// Páginas 496// Minha Classificação 5/5

 

 

tumblr_static_auanoubiz2808kwc0o844k8ko

 

As Fanáticas por livros

O livro “Por que eu?”, da autora e parceira Sinélia Peixoto, conta a historia de Beth, uma mulher com quase 30 anos que está confusa com tudo em sua vida, desde relacionamentos até profissionalmente falando. Então, no Ano Novo, Beth decide viajar para Porto Seguro com suas amigas, para curtir um pouco a vida. Lá, ela conhece Antônio, um advogado boa pinta que mora, assim como ela, em Brasília, eles ficam e assim grandes mudanças começam acontecer em suas vidas.

Confesso que o livro abriu muito minha mente, pois, quando li o primeiro livro da trilogia 50 Tons de Cinza, pensei: “Odeio livros hots.”, entretanto, a linda da Sinélia mudou meu modo de pensar, livros assim também podem ser ótimos. Gostei porque o tudo o que ocorre entre eles tem sentimento, amor, paixão, devoção, não é só algo carnal.

Outra coisa que gostei também foi os conselhos presentes ao longo da história. Mesmo tendo apenas 18 anos com ele aprendi muitas coisas que levarei para o resto da vida, seja sobre casamento, família, amor próprio, filhos…

Amei também os trechos de músicas e livros que aparecem.

Me senti lendo uma novela, uma ótima novela, da qual não posso perder um capítulo se quer. Ela conseguiu dar vida a todos os personagens da história, desde os principais até os secundários, mesmo que não fosse os “mocinhos”.

E, meu Deus, Sinélia, que final foi aquele? Confesso que esperava por qualquer coisa, menos por isto! PRECISO da continuação, urgente!!!

Obrigada, Sinélia, por me apresentar esta história linda, ao homem perfeito que é o Antonio, a sabedoria e paixão de Beth.

 

 

10991245_933544883345771_6049380089418932006_n

letraselivros2.blogspot.com.br/2015/05/resenha-por-que-eu-sinelia-peixoto.html

[RESENHA] Por que Eu? – Sinélia Peixoto / @Chiado Editora

Classificação: 5/5
Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.
❤ Skoob ❤ Fanpage ❤ Livraria daTravessa ❤

Por que Eu? É um livro surpreendente.

Elizabeth é uma personagem única, acho que nunca li nada como ela. Ao mesmo tempo em que é segura, decidida, independente e dona da situação, ela é toda confusa, cheia de momentos de reflexão, neuras e insegurança. A verdadeira confusão em forma de mulher (risos).

A heroína de hoje é aquela que batalha e não tem medo de ficar sozinha e conquistar tudo com ou sem seu homem…

Mas então, me dei conta de que a personagem é exatamente como toda mulher moderna, ela está diante de um conflito interno, tentando buscar respostas, encontrar o melhor caminho a seguir, tomar decisões. Se questionando sobre tudo, tentando se entender, compreender o que a sociedade espera: Largar o emprego e tentar um concurso? Arrumar um namorado? Devo me casar? É errado querer ser independente? Devo me submeter?

Durante a leitura, fui sugada para dentro da mente e da vida da protagonista, acompanhando ela a cada nova decisão, passo ou escolha. Foi realmente como estar presente, vivenciando cada dia ao seu lado. As conversas com as amigas, a descoberta de como amar, o inicio do namoro e por ai vai… A autora não poupou detalhes, as cenas são descritas com muito rigor e de maneira rica. Por essa razão é muito fácil identificar os cenários e analisar cada tema debatido.

A história não foca apenas nos conflitos dos personagens principais, a autora foi cuidadosa ao dar vida aos personagens secundários e permitir que eles tivessem participação ativa, debatendo cotidianos e problemas que eles enfrentam. Era como ler uma novela, (Bem escrita, não confunda com as novelas da Globo atuais) com muitos personagens e situações diversas, onde nos identificamos e reconhecemos nossos amigos e familiares também.

O livro trás a essência do amor. A descoberta dele, o processo verdadeiro aquele de conhecer a pessoa, a dúvida, a entrega, a conquista, vai relatando os medos, as pequenas brigas, intrigas, problemas que apenas nossas mentes criam e nos escravizam. Faz-nos questionar se existe o momento certo para cada coisa, e descobrimos que nada está sob nosso controle. O futuro pertence a Deus, ao destino ou ao que você acreditar, e independente do quanto você se esforçar, se dedicar ou tentar controlar as situações a sua volta, você não tem esse poder, se tiver que acontecer, apenas irá e você não poderá impedir.

Eu sou um homem apaixonado e apaixonados fazem amor o tempo todo, até com os olhos…
Lendo esse livro eu também me dei conta de que nunca estamos verdadeiramente satisfeitos com nada, se ganhamos algo realmente grande, um amor maravilhoso, reconhecimento no trabalho, ficamos inseguros pensando que não somos dignos ou merecedores, e ao mesmo tempo, se só temos problemas, se o fardo está grande, também estamos questionando e reclamando. Por essa razão, é preciso buscar o equilíbrio, focar no que realmente é importante e no que te faz bem e tentar esquecer o resto, parar de analisar cada pequeno detalhe e apenas aceitar que a vida é feita para ser vivida com intensidade, aproveitando cada segundo como se fosse o último, já que o futuro a Deus pertence.

A verdade é que a vida é uma caixinha de surpresas, é cheia de altos e baixos e infelizmente nem sempre estamos preparados para lidar com isso. Muitas vezes nos questionamos, “Por que Eu?”, mas a verdade é que deveríamos pensar: “Por que NÃO Eu?” (Aproposito esse é o nome do segundo volume da trilogia), a tempo para todas as coisas, tempo para ser feliz, para amar, para aprender, crescer e até para cair.

Confesso, que quando li a sinopse pensei, que poderia ser um livro feminista, talvez autoajuda, com pontos de vistas extremamente firmes sobre como a mulher moderna deve agir, ser. Mas me enganei totalmente. Por que Eu? É um livro sobre a vida real, sobre relações familiares, a importância da amizade, de se cercar por pessoas que realmente te amam, é sobre aprender a se amar, amar ao próximo, valorizar o dom da vida, valorizar o momento e a plenitude da descoberta da beleza por trás de tantas decisões e consequências que temos que conviver ao longo dos nossos dias. É um livro para ser lido com calma, tranquilidade e mente aberta, é preciso absorver as palavras, aprender com cada ensinamento ou citação, é preciso vivenciá-lo, explorar e extrair tudo quanto a autora está disposta a te oferecer. E então apenas desfrutar. Além de ser um romance gostoso e bem explorado, Por que Eu? É um livro de aprendizado. E eu terminei essa leitura me sentindo renovada e mais confiante.

Se eu morrer amanhã, morro feliz, amor. E isso é a prova de que eu estou fazendo a coisa certa…

Sinélia Peixoto ganhou todo meu respeito e admiração, estou completamente ansiosa para ler o próximo livro e descobrir as surpresas que a autora nos reserva, já estou me preparando para continuar sorrindo e chorando, para ter todas as minhas emoções e sentimentos colocados a prova, porque tenho plena convicção de que não devo esperar nada menos dela, do que uma obra completa e linda.

Espero de coração ter conseguido transmitir ao menos um pouquinho do quanto esse livro me tocou e de que, de alguma forma tenha despertado em você a curiosidade para lê-lo.

A felicidade é uma decisão… Se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!

P.S. Eu optei por não focar demais nos personagens e no romance em si, para que ao ler você pudesse descobrir e se apaixonar por esse casal lindo, em poucas palavras para não deixá-las apenas na expectativa eu vou dizer que Elizabeth poderia ser você ou sua melhor amiga, ela é uma mulher comum, de personalidade marcante e batalhadora, tentando conviver com seus próprios medos e inseguranças, sem nunca deixar de ser forte. Já Antônio é lindo, seguro e muito determinado, um homem realista, buscando deixar a vida de solteiro de lado e se concentrar em uma família. Um homem disposto a aprender e a ensinar, mostrando que amor a gente conquista dia após dia com dedicação e boa vontade.

Fica aqui meu apelo, leia e se permita se apaixonar, se envolver por essa personagem tão cheia de vida e com tanto a nos ensinar.

ass-biia

 

 

 

 

teste igor blog

A história

Por que Eu? é o pontapé inicial da Trilogia do Eu.

O romance é narrado em primeira pessoa. Desta forma, embarcamos na vida da protagonista Elizabeth, uma brasiliense de 28 anos. A história se passa no começo de 2013, ano em que Beth está disposta a dar uma guinada na vida.

A busca por um futuro melhor tem início já no réveillon. O lugar? Porto Seguro. Um grupo de amigas quer marcar a chegada de um novo ano com muita bebida e diversão. Beth está entre elas, mas, no fundo, não consegue se entregar. Está sozinha há quatro anos e, ao contrário de suas amigas, não vai para a cama com qualquer um.

Beth conhece o advogado Antônio, também de Brasília, e eles engatam um romance ao voltarem para a capital do país. Ela pede demissão para se dedicar a concursos e se casa com Antônio. Então vêm os filhos, as dificuldades, os desafios da vida a dois e a busca pela satisfação sexual e profissional.

# Opinião

Sinélia Peixoto já inicia seu romance incendiando as páginas. Logo de cara, entramos na intimidade da protagonista, que nos revela detalhadamente um sonho erótico. Nada de formalidade na maneira de apresentar Elizabeth ao leitor. Primeiro veio o prazer (literalmente), depois, a satisfação.

Os ânimos se acalmam e percebemos uma personagem diferente do que se mostrou no início. Beth é uma mulher insegura e até um tanto neurótica. Por vezes, é fácil pensar que ela tem depressão. Uma mulher que pensa demais, que analisa demais e que age de menos.

Beth é uma mulher comum, que poderia ser a minha vizinha ou a sua. Ela gosta de ler, filosofar e ouvir música. O livro é cheio de citações de autores como Paulo Coelho e Confúcio; trechos de músicas de Lulu Santos, Roberto Carlos e Fábio Júnior, entre outros, devidamente referenciados nas notas de rodapé.

A autora optou pelo vocabulário simples, usando gírias e expressões populares no Brasil. A narrativa apresenta também algumas quebras de foco. Em um momento, o leitor acompanha a tórrida relação de Beth e Antônio, com diálogos picantes e muito sexo. Em outro, Beth se torna uma psicóloga das amigas. O que fica evidente é que os problemas alheios sempre são mais fáceis de resolver, porque ela aconselha todo mundo, é sábia ao extremo, mas quando é o sapato dela que aperta, o mundo cai.

As análises de Beth com relação a tudo ficaram desgastantes. Ela tenta passar uma imagem de mulher forte, que quer trabalhar e ser independente, mas eu a vi como uma pessoa que não definiu ainda um rumo na vida.

Outra coisa que me incomodou foi o teor das conversas do casal. Quando eles se conhecem, é normal que a paixão avassaladora tenha obrigado a autora a criar diálogos mais românticos, com declarações de amor que marcam o início de um relacionamento. Porém, Beth e Antônio continuaram assim depois de anos de casados.

“Eu te amo” e todas as variações desta frase se repetiram exaustivamente. Talvez a intenção da autora tenha sido mostrar o brilho do começo do casamento e, nos próximos livros da trilogia, focar nos “contras”. O problema foi que, apesar de uns pequenos conflitos, o relacionamento de Beth e Antônio ficou perfeitinho demais.

Minha última crítica é relacionada ao tamanho dos diálogos, que contribuiu para que o livro tenha chegado a quase 500 páginas. Além disso, faltou descrever as ações enquanto os personagens falavam. Um diálogo fica muito mais convincente se o leitor conseguir visualizar a expressão do personagem, os movimentos que ele faz, entre outras coisas. Isso também ajuda a dar uma quebra nas falas. Se o livro não tivesse essas conversas enormes e se o casal não ficasse toda hora se declarando, o número de páginas poderia ter sido consideravelmente menor.

O mergulho durou uma semana e o saldo foi positivo. Fica a recomendação!

# Extra

Uma coisa que não ficou clara para mim, foi a relação entre a capa, o título e a história. No mais, quero acompanhar a continuação para saber o que vai acontecer com Beth e Antônio. A autora deixou um bom gancho no final.

Sinélia Peixoto é parceira do blog. Se quiser saber mais, clique aqui.

http://ymaia.blogspot.com.br/2015/03/resenha-por-que-eu.html?showComment=1427645604503

 

10830581_847731108617069_1941177478571543572_o

POR QUE EU? – algumas impressões
Terminei o livro. Respirei. Pensei em Beth, suas amigas, seus pares e naquele monte de histórias interligadas, que poderiam acontecer a qualquer momento, comigo, com você, com o seu vizinho ou com colegas de repartição. Respirei. E concluí em voz alta: “Esse livro bem que poderia se chamar ‘Quem Nunca?’ ”. E sorri.
Porque é exatamente essa a sensação que tive.
Afinal,
Quem nunca olhou em volta e teve aquela sensação: a grama do vizinho é mais verde, a vida de todo mundo é mais legal que a sua, as pessoas são mais bonitas, mais realizadas, mais felizes que você?
Quem nunca fez um monte de planos e viu a vida seguir por outros caminhos, diametralmente opostos, para depois se perguntar “Como vim parar aqui?”
Quem nunca se pegou pensando, ao final de mais um dia de trabalho: “Isso é tudo? É só isso? Vou repetir esse dia até envelhecer e morrer?”
Quem nunca ficou, solteiro, admirando a sintonia dos casais e imaginando como seria bom ter alguém?
Quem nunca, comprometido, ficou observando as pessoas solteiras e sentindo saudades da liberdade perdida e da vida sem compromisso?
Quem nunca quis chutar o balde, sair correndo sem olhar pra trás, comprar uma passagem só de ida para um lugar desconhecido, longe de todo o tédio, rotina e obrigações?
Quem nunca se sentiu tão solto quanto um astronauta em órbita, e desejou parar de flutuar por aí, sem rumo, e encontrar um porto seguro, um lugar onde criar raízes?
Pois é.
POR QUE EU? Tem tudo isso. Em algum momento, você vai se identificar com a história desse romance que prende, que deixa o leitor curioso, que expõe sentimentos, pensamentos e até desejos que, afinal, quem nunca teve? Acredite em mim, você vai se ler ali.
Sinélia Peixoto, essa autora-professora-mãe-fênix que não para de se reinventar, nos apresenta Beth, uma brasiliense, narradora e personagem principal que passa por tantos conflitos e assiste a outros tantos nas vidas das amigas que a cercam. E ali vemos uma mistura de Isabel Allende com Martha Medeiros, Osho com Sex and The City, 50 Tons de Cinza com P.S. Eu Te Amo. Tudo sem conto de fadas. (Afinal, como Beth diz diversas vezes, a vida “é froids”).
Contos de fadas à parte, o livro nos traz Antônio. Um verdadeiro sonho de consumo. Um homem ideal. Mas que existe. Não é um príncipe. É de carne e osso. Não é um super-herói. É um advogado. E pode estar em qualquer lugar, inclusive onde menos se espera.
POR QUE EU? É um livro feminino. E um livro feminista. Um livro que empodera as mulheres. Que fala de recomeços, de tomar as rédeas da vida, de ser dona de si, do seu destino, do seu corpo. De ter e sentir prazer. De se amar e se aceitar. De escrever a própria história. Como ensina Simone de Beauvoir, o presente não é um passado em potência, ele é o momento da escolha e da ação.
POR QUE EU? Fala de sororidade. Do poder fantástico que emana quando as mulheres se enxergam como irmãs. Beth e as amigas. Beth e a mãe. A mãe de Beth e as amigas. Mulheres que compartilham seus anseios, seus dramas, seus traumas, seus medos, que se ajudam, se apoiam, e que celebram juntas as vitórias, os amores, as conquistas. Um poder imenso que foi sufocado pela competição entre as mulheres, tão incentivada pela ideologia opressora, e que precisa ser despertado em nós.
Por isso, recomendo o livro para todas as mulheres. É um livro de uma brasileira, sobre uma brasileira, mas que certamente poderia acontecer (e acontece) em outros lugares. Um romance com amor, sexo, paixão, sonhos desfeitos, traição, frustrações, divórcio, recomeço. Um livro para mulheres. E para homens que querem ver as coisas de outra perspectiva. (Afinal, entre vocês, rapazes, quem nunca se perguntou: “O que querem as mulheres?”)

Adorei, Si!
Estou louca para ler a parte II.
Beijos,

 

 

7 thoughts on “RESENHAS –

  1. Embora o livro tenha sido escrito para mulheres. Creio que os homens também devem ler para entender esse universo feminino.
    Pelas resenhas que tenho lido. O livro me parece surpreendente.
    Não vejo a hora de tê-lo em mãos para poder criar um post em meu blog e comentá-lo a partir de um ponto de vista masculino.
    Creio que o livro possibilita inúmeras reflexões.
    Abraços!

    REDES SOCIAIS
    Perfil do Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100009124973250
    Página do Facebook: https://www.facebook.com/filosofodoslivros
    Blog: http://filosofodoslivros.blogspot.com.br/
    Canal do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCwERcNAl7UuKYL6gJrISoLw
    Skoob: https://www.skoob.com.br/usuario/2414346

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *