linda, meu capista já incluiu o adesivo #literaturanacional #sineliaescritora #trilogiadoeu #amazon, vai lá e leia!

24 jun 2016

Vencendo etapas

23 jun 2016

Meu bebê ficou lindo com o adesivo da ILBA nele – AWA

22 jun 2016

 Novo adesivo do International Latino Award agora no livro Por que Eu?

Desafio aceito.

17 jun 2016

Me desafiaram a fazer um click lit sobre Ursinhos Carinhosos.

Ursinhos Carinhosos
Toda mulher sonha com um ursinho carinhoso, seja ele: o Zangadinho, o Leão Valente, o do meu coração, o Guaxe, o Fanti, o Sol, o Coraçãozinho, O Pinguim, o Carinhoso, da Harmonia ou o Animadinho. Posso advertir que como mulher moderna, independente, dona de mim e que batalho todos os dias para me melhorar, me entender e me aceitar; já passei por vários ursinhos, se você não tem ideia por onde começar, eu recomendo que comece com o Zangadinho antes de partir pra outros tipos.
O Zangadinho é aquele modelo de homem que pensa que controla tudo, que assume a vida como se mandasse nela e em você, que quer tudo do jeito dele mas que no final nunca conseguirá, então ele se rende a você, Ursinha Carinhosa, que sabe que com seu jeitinho, você chega lá, só tem que ter paciência. O Zangadinho só finge que briga, muitas vezes é bombadão, mas quem dá as ordens são você e se você é igual a mim e precisa estar no controle da situação, eles são os mais fáceis de lidar; uma jogadinha no sofá, um sexo bem feito e ele estará em suas mãos.
O Leão Valente é um tipo mais complicado, porque ele simplesmente insiste que está certo quando na verdade, todos sabemos que é sempre a Ursinha quem está certa. Lidar com o Leão Valente gasta muito da sua energia, porque ele não aceita simplesmente a natureza de ser leão, mas ainda assim quer ser o valentão da estória, quer mandar no outro, quer controlar tudo. A vida da ursinha se torna um inferno quando ela é simplesmente a Animadinha ou a Carinhosa. Pra lidar com o esse tipo, você tem que desenvolver a personalidade do Sol, da Harmonia ou da Fanti. O Sol irradia tanto que chega a ofuscar o Leão Valente, ele se cega a tal ponto de simplesmente se render a ela, aí sua vida está feita. A da Harmonia e a Fanti são os tipos que se colocam no lugar do outro, fazendo o leão entender devagarzinho que o sentimento dele não corresponde à realidade, que ele tem que se colocar no lugar do outro, que ele precisa dar tempo para que cada um se entenda, se aceite e se ame.
O Guaxi é um dos meus preferidos porque o cérebro científico é simplesmente e puramente racional. Lidar com os ursinhos racionais é “piece of cake”, como falam em inglês – fácil demais. Você só não pode esquecer de que mesmo sendo carinhosa e animadinha, você também será o coraçãozinho da jogada. Com ele, só funciona se você explicar nos mínimos detalhes o que quer, por que quer e o jeito que quer. Ele executará sua ordem e não te questionará sobre nada. O cientista, quando entende, consegue fazer até o que duvidamos ou achamos impossível.
Agora se eu puder escolher só um pra seguir comigo, escolheria o Pinguim, porque além de doce, ele é acolhedor e te faz sentir querida a todo momento. Ele sabe a hora de chegar e a hora de partir, mas além de tudo, ele escolhe uma parceira pra o resto da vida, sofre com ela, vive com ela e está sempre ali, mostrando que companheirismo ele tem. Ele mostra como você é adorada, amada a cada dia, ele se supera quando você menos espera e está sempre do seu lado, te mostrando o certo e o errado, te fazendo ver que mesmo que você siga o caminho errado; ele nunca te julgará, mas estará ali, pra quando você quiser voltar e estiver pronta pra seguir com ele.

Resenha nova sobre o Por Que Eu? Que tal dar uma lida

13 jun 2016

X-Resenha: Por que eu?

Porque Eu Livro da autora Sinelia capa cortada

 

 

 

 

 

 

 

Editora: Chiado
Ano: 2015
Páginas: 493
Autora: Sinélia Peixoto
NotaICON SANDUIIICHEICON SANDUIIICHE

 

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

 

Beth é uma mulher solteira de 29 anos, que passou 4 anos sem ter nenhum relacionamento, e está pronta para mudar isso no Ano Novo. Portanto, ela decide fazer uma viagem com as amigas e vai para Porto Seguro, onde ela conhece Antônio.
Antônio é lindo, trabalhador, gentil, fofo sedutor , e eles coincidentemente moram em Brasília, por isso marcam um encontro para quando voltarem.
Como o esperado, os encontros são fantásticos, e eles acabam dando início a um namoro maduro.
O relacionamento é perfeito, o sexo é ótimo, ele é super carinhoso e atencioso, ganha bem, sabe cozinhar e é muito mais do que ela poderia imaginar.
Beth é uma mulher forte, independente e sábia, que finalmente achou alguém com quem quer formar uma família.
Muita coisa acontece, Beth sai da empresa em que costumava trabalhar e começa a estudar para concursos; sai de seu apartamento para morar com Antônio e ele a pede em casamento. Tudo bem rápido, mas Beth encontrou o homem perfeito, e nem suas neuroses podem atrapalhá-la de ser feliz.
Acontecem várias coisas que apimentam a trama, mas os personagens superam cada obstáculo em nome do amor.
O que eles não esperavam tão cedo era a chegada de um bebê, que vai abalar o relacionamento. Muito cansaço, estresse e um bebê para criar acabam resultando em muitas discussões, mas Antônio é um pai maravilhoso e está sempre ali, ajudando Beth. O que me fez perder um pouco o ritmo da leitura foi a protagonista. Em muitos momentos, ela é extremamente egoísta e neurótica, além das brigas desnecessárias com o marido.
Mas Antônio, com toda sua paciência e compreensão, nunca desconta nada em Beth e sempre se preocupa com tudo, como o excelente pai e marido que é.
Logo, eles percebem que o amor de ambos é mais forte que as discussões e qualquer problema que apareça. Nada pode prejudicar o incrível relacionamento dos dois. O problema é que isso está prestes a mudar, quando Antônio conta uma coisa que deixa Beth sem chão! 
Minha única ressalva é que achei o livro muito meloso, com uma repetição inoportuna. Mas, ainda assim, a história é bem envolvente, incluindo uma série de eventos e situações desafiadoras.
É uma boa pedida para quem gosta de romance hot, com uma diferença de idade bem interessante, caso que não vejo muito nos livros desse gênero.

X-Resenha: Por que eu?

Tá esperando o que pra ler? Vá ao Amazon e leia por lá. O Por que Eu? está na final do International Latino Book Award!

4 jun 2016

Ver seu trabalho reconhecido é demais

3 jun 2016

Felicidade existe. Obrigada, Senhor por mais essa conquista!

DIA DAS MÃES E POR QUE EU?

7 maio 2016

FELIZ DIA DAS MÃES!

No Amazon pra você

4 maio 2016

Resenha nova e linda sobre o Por Que Eu? http://garotosolit21.blogspot.com.br/

22 abr 2016

 

Resenha do livro ‘Por Que Eu?’

Marcadores: AGarota, Livros, Resenhas
Titulo: Por que eu?
Autora: Sinélia Peixoto
Editora:Chiado Editora
Páginas: 493

Sinopse: Elizabeth é uma mulher de 28 anos, de Brasília, que decide começar o ano de 2013 de forma diferente. Estagnada? Podemos dizer que sim. Sem perspectiva de mudanças? Também! Ela busca algo melhor para si, por isso vai a Porto Seguro passar o reveillon com as amigas para encerrar uma fase de sua vida e dar início à outra, mais adulta e com muitos desafios. Lá, ela conhece Antônio, uma advogado também de Brasília. Eles curtem juntos e quando voltam a Brasília começam um romance. Elizabeth está se descobrindo. Ela pede demissão de seu emprego e começa se dedicando aos cursinhos para concurso. Antônio já é estável e independente. Quem é ela? Ela se pergunta e comparada a ele, ela se acha um Zé Ninguém. Ela se sente perdida em meio à tudo que tem que aprender e descobrir sozinha. Ela é uma pessoa honesta e sincera consigo mesma; luta para se analisar e se entender sempre; ele quer ajudá-la profissionalmente. Ele quer mais! Ela luta contra ele, tenta não se entregar, luta para ser honesta consigo mesma e aprender mais sobre si mesma sempre. Eles se casam, apesar de Elizabeth colocar empecilhos e juntos têm dois filhos. O primeiro livro desta trilogia é sobre esse primeiro momento, no qual os dois estão se descobrindo, ela buscando se profissionalizar, ele aprendendo com ela a se abrir mais, se conhecer, a filosofar, a analisar sua vida, seus pensamentos e a ser honesto consigo mesmo. Os dois buscando um relacionamento cada dia melhor, aprendendo sobre o casamento e também buscando o que os satisfaça sexualmente. Eles se dedicam muito à vida sexual do casal, aprendem sobre o corpo do outro, sobre os gostos do outro; se conhecem e melhoram juntos, com carinho, dedicação e atenção. É um livro no qual Elizabeth discute muito consigo mesma, tenta entender suas neuroses, tenta se descobrir sexualmente e descobrir como é o casamento, a gravidez, a vida a dois e sua luta por melhoria profissional. Com um final muito triste e cheio de esperanças para o próximo livro.

Resenha:

 

Quem nunca se perguntou por que eu?

 

Sabe aquele tipo de livro que ti pega do começo ao fim? Pois é, eu amei, me senti como se eu fosse a Beth.

 

Elizabeth é uma mulher independente e está cansada da sua rotina, é muito tédio. Então ela decide fazer planos para o próximo ano, como encontrar um amor, pedir demissão e ir estudar para os concursos. As amigas convidam Beth para Porto Seguro para passar a virada do ano, na beira da praia. Nessa viagem ela encontra um advogado de olhos claros, alto que se chama Antônio e é o homem dos sonhos.

Ele mantêm uma relação durante o tempo que ficam em Porto Seguro e quando retornam a Brasília a relação continua, porém mais forte. Antônio quer algo sério mas Beth ainda fica encanada com seus pensamentos. Mas como o amor fala mais alto ela se rende ao encanto dele, ele é um homem diferente, ela nunca tinha ficado com alguém tão perfeito, que a ajuda e apoia em todas as questões e que sempre está ali com ela ajudando em tudo.

 

“ A felicidade é uma decisão … se conseguir ser sempre carinhosa e amorosa, o resto vem fácil. Ame-o e só!”.   

 

Eles se conhecem mais a cada dia que se passa e Antônio aprende a ser uma pessoa cada vez melhor com Beth e até aprende a filosofar como ela sempre faz e Beth aprende a ser mais confiante e mete a cara nos estudos para conseguir seu objetivo que é passar em um concurso e ter o seu tão sonhado emprego. Os dois mantêm a vida sexual ativa, eles se casam e vão morar juntos, ambos com amor, sinceridade, carinho e dedicação e Beth fica grávida e conta como é a essa sensação, as coisas que acontecem com a mulher na gestação, como é a vida de mãe.

 

O livro é repleto de frases marcantes e trechos de músicas. Um livro que faz rir, chorar, enfim se emocionar e tem uns momentos calientes haha.

 

“Gata, a gente constrói nossa alma gêmea. Eu posso ser a sua e você a minha. A gente tem que se dar a chance de ser feliz. Investir na gente sabe? Tempo. ‘Não encontrar o amor é não encontrar a vida”. Nos dê uma chance!”

 

Mas o final do livro é um pouco triste, eu mesma fiquei bastante triste me senti como a personagem do livro, mas apesar de tudo deixa muitas esperanças para o próximo livro! Não vejo a hora de ler o próximo. Ele promete e muito.



Lembrando que tem uma entrevista com a autora aqui no blog, link: Entrevista com a autora do livro Por Que Eu?